15 de Ago de 2022
Central de Relacionamento

Sinfônica mostra obra inacabada de Mozart

Peça foi composta no leito de morte do compositor; atração contará com o Coro Contemporâneo de Campinas

 Publicado em  24/06/2022 às 11h25  atualizado em 24/06/2022 às 11h45 - Indaiatuba  Cultura e lazer


A Orquestra Sinfônica de Indaiatuba, que se apresenta na noite desta sexta-feira no Ciaei

A Orquestra Sinfônica de Indaiatuba, que se apresenta na noite desta sexta-feira no Ciaei
Foto: Felipe Gomes

Da Redação

redacao@maisexpressao.com.br

A Orquestra Sinfônica de Indaiatuba e o Coro Contemporâneo de Campinas levam hoje, a partir das 20h, ao palco do Ciaei (Centro Integrado de Apoio à Educação de Indaiatuba), “Requiem”, peça inacabada do compositor austríaco Mozart composta no seu leito de morte.

Para executar essa peça, a regência e a direção artística serão do maestro Paulo de Paula. Os ingressos são gratuitos. Vale a ordem de chegada para a ocupação das cadeiras. Veja os detalhes abaixo.

Curiosidades

Muitas histórias rodam o Requiem mozartiano. Mas antes, vale contextualizar: o termo ‘requiem’ (em português: réquiem) é usado para classificar obras litúrgicas utilizadas em cerimônias voltadas aos fiéis falecidos, costume que remonta à Idade Média. Dizem que o Requiem de Wolfgang Amadeus Mozart é fruto de uma encomenda, pedida secretamente por um viúvo aristocrata em homenagem à sua esposa. Mozart, que na época estava com a saúde bem debilitada, aceitou a proposta.

Porém, ainda que trabalhasse em seu leito de morte, ditando trechos ao seu discípulo Franz Xaver Süssmayr, o compositor deixou a obra incompleta. Ao que tudo indica, após seu falecimento, em 1791, Süssmayr foi incumbido de finalizar o Requiem a partir das diretrizes deixadas por seu mestre. Inclusive, para alguns, Mozart escreveu o Requiem pensando em si, pois estava certo de sua morte. No fim, embora essa narrativa seja curiosa, o que se sobressaiu foi a composição, que se tornou um dos marcos da música ocidental.

Grupo convidado

Em conjunto com a Sinfônica, se apresenta o Coro Contemporâneo de Campinas, formado por alunos de canto, instrumento, regência e composição da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). Idealizado em 2009, por seu atual regente e diretor artístico, Angelo José Fernandes, o Coro apresenta um vasto repertório à cappella e realiza montagem de óperas e cantatas.

Realização é da entidade que mantém a orquestra

A Amoji (Associação Mantenedora da Orquestra Jovem de Indaiatuba) é a responsável pela manutenção da Orquestra Sinfônica de Indaiatuba e a responsável pela apresentação do concerto com obra do compositor austríaco Mozart.

A entidade vem se destacando por sua intensa atuação na divulgação e popularização da música orquestral. Realizando, anualmente, mais de uma dezena de concertos gratuitos, com participação de músicos de Indaiatuba e solistas de renome.

Ela também promove o Encontro Musical de Indaiatuba, que disponibiliza master classes para estudantes de música de todo o Brasil e uma programação cultural de concertos para a comunidade.

Site: www.orquestradeindaiatuba.org.br l Instagram orquestrasinfonicadeindaiatuba I Facebook orquestraindaiatuba

Serviço

Orquestra Sinfônica de Indaiatuba

Concerto: Requiem - Mozart

Convidado: Coro Contemporâneo de Campinas

Data: 24/06

Horário: 20h

Local: Sala Acrísio de Camargo - CIAEI, avenida Engenheiro Fábio Roberto Barnabé, 3665, Jardim Regina, Indaiatuba (SP)

Entrada gratuita e por ordem de chegada

Galeria de mídia

  • A Orquestra Sinfônica de Indaiatuba, que se apresenta na noite desta sexta-feira no Ciaei

    A Orquestra Sinfônica de Indaiatuba, que se apresenta na noite desta sexta-feira no Ciaei
    Foto: Felipe Gomes



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar

Frutos de Indaiá

O Troféu Frutos de Indaiá tem o significado de sucesso e vitória. Uma premiação pelo esforço contínuo e coletivo em direção à excelência.

Confira como foi o Frutos de Indaiá 2021.

COMPARTILHE