26 de Maio de 2022
Central de Relacionamento

Receita Federal de Piracicaba apreende R$ 10 milhões em mercadorias até novembro

Maioria das apreensões foram de cigarros contrabandeados, tipo de crime que tem se tornado comum na região, segundo Receita

 Publicado em  29/12/2018 às 11h22  Piracicaba  Polícia


preensões foram de cigarros contrabandeados, tipo de crime que tem se tornado comum na região, segundo Receita. Por G1 Piracicaba e Região  29/12/2018 09h15  Atualizado há 2 horas    A Receita Federal

preensões foram de cigarros contrabandeados, tipo de crime que tem se tornado comum na região, segundo Receita. Por G1 Piracicaba e Região 29/12/2018 09h15 Atualizado há 2 horas A Receita Federal
Foto: Polícia Militar Rodoviária

A Receita Federal em Piracicaba (SP) divulgou o balanço parcial de apreensões feitas nas 26 cidades de cobertura da regional. De acordo com os dados, foram apreendidos até novembro deste ano pouco mais de R$ 10 milhões em mercadorias.

Os produtos mais apreendidos em termos de valores são cigarros, caminhões e automóveis, segundo a Receita.

O valor é menor do que foi apreendido durante todo o ano de 2017, quando as mercadorias apreendidas somaram R$ 12,6 milhões.

Mudança de foco

De acordo com a Receita Federal, pelas apreensões realizadas nos últimos meses, foi possível perceber que os criminosos estão mudando o foco de ação nas cidades da regional para o contrabando de cigarros, ao invés de mercadorias.

"Os órgãos de segurança (Polícias Militar, inclusive o Tático Ostensivo Rodoviário e Federal) fizeram operações durante o corrente ano com o intuito de combater tal crime, chegando a realizar apreensões múltiplas (mais de um veículo e autuados ao mesmo tempo) em diversas ocorrências", explica a Receita em nota.

As apreensões de outros produtos têm ocorrido em situações esporádicas na região, segundo o órgão. "Geralmente são produtos procedentes do Paraguai, adquiridos como se fosse bagagem de viajante, mas que são destinados ao comércio", explica.

No início de 2017, em cinco meses, a regional bateu o recorde de apreensões em mercadorias, com R$ 12 milhões. No final do mesmo ano, a Receita em Piracicaba já tinha registrado um aumento de 200% nas apreensões de cigarros, fechando o ano também com um número recorde.

Cobertura da regional

Além de Piracicaba, a regional da Receita cobre as cidades de Águas de São Pedro, Americana, Analândia, Capivari, Cerquilho, Cesário Lange, Charqueada, Corumbataí, Elias Fausto, Ipeúna, Itirapina, Jumirim, Laranjal Paulista, Mombuca, Monte Mor, Nova Odessa, Pereiras, Rafard, Rio Claro, Rio das Pedras, Saltinho, Santa Bárbara d'Oeste, Santa Maria da Serra, São Pedro e Tietê.

Galeria de mídia

  • preensões foram de cigarros contrabandeados, tipo de crime que tem se tornado comum na região, segundo Receita. Por G1 Piracicaba e Região  29/12/2018 09h15  Atualizado há 2 horas    A Receita Federal

    preensões foram de cigarros contrabandeados, tipo de crime que tem se tornado comum na região, segundo Receita. Por G1 Piracicaba e Região 29/12/2018 09h15 Atualizado há 2 horas A Receita Federal
    Foto: Polícia Militar Rodoviária



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar

Frutos de Indaiá

O Troféu Frutos de Indaiá tem o significado de sucesso e vitória. Uma premiação pelo esforço contínuo e coletivo em direção à excelência.

Confira como foi o Frutos de Indaiá 2021.

COMPARTILHE