23 de Maio de 2022
Central de Relacionamento

Hospital recebe projeto para reduzir consumo de energia

Com investimento da R$ 98,1 mil, placas solares e 82 lâmpadas LED foram instaladas no prédio em Mombuca

 Publicado em  24/02/2021 às 20h56  Mombuca   Saúde


Hospital municipal em Mombuca deverá ter um custo menor com a conta de energia

Hospital municipal em Mombuca deverá ter um custo menor com a conta de energia
Foto: G1 Campinas

Da redação
redacao@maisexpressao.com.br

O prédio do hospital municipal de Mombuca deve ter uma redução no consumo de energia. Isso porque o espaço foi um dos contemplados pelo projeto de Eficiência Enérgica, da CPFL Paulista, que beneficiou também outros hospitais na região, como em Amparo, Brotas, Espírito Santo do Pinhal, Ribeirão Bonito e Serra Negra.

Em Mombuca, por exemplo, o projeto promoveu a substituição 82 lâmpadas comuns por modelos LED, que são mais modernas, duradouras, e automaticamente geram menos energia. Uma usina solar fotovoltaica também foi instalada no prédio, com capacidade prevista de 21,84 kWp.

O investimento de R$ 98,1 mil por parte da empresa vai permitir ao hospital uma economia de 32,4 MWh por ano, o que equivale ao consumo de 14 residências anualmente. Há ainda a redução de 2,4 toneladas de CO² na atmosfera, o equivalente ao plantio 15 árvores.

O projeto que beneficiou o hospital de Mombuca e outras unidades paulistas contou com investimento total de R$ 1,42 milhões. No total, foram substituídas 1.489 lâmpadas convencionais por tecnologia LED.

A ação contemplou também a instalação de seis usinas solares fotovoltaicas nos hospitais, com potência total prevista de 432,75 kWp.

Inserido no Programa CPFL nos Hospitais, o projeto impacta positivamente na comunidade local e de cidades próximas. O investimento vai proporcionar uma redução de cerca de 627,62 MWh ao ano, consumo equivalente ao de 263 residências por mês. Em dinheiro, esse valor chegaria a R$ 266.828,96 anuais economizados. As obras ainda evitarão a emissão de 41,87 toneladas de CO2 na atmosfera – o mesmo que o plantio de 253 novas árvores.

“O Programa CPFL nos Hospitais destina recursos para a realização de projetos em três anos em instituições públicas e filantrópicas de saúde situadas nas cidades das áreas de concessão das nossas distribuidoras”, explica Felipe Henrique Zaia, gerente de Eficiência Energética da CPFL.

As iniciativas fazem parte do Programa de Eficiência Energética da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e ajudam instituições públicas e filantrópicas a reduzirem suas contas de energia.

CPFL nos Hospitais

O Programa CPFL nos Hospitais tem atualmente três frentes de trabalho: ações de eficiência energética, investimento na melhoria dos hospitais e um programa de doação em conta de energia para hospitais. O primeiro pilar de eficiência energética conta com investimento de até R$ 150 milhões nas quatro distribuidoras do Grupo CPFL - CPFL Paulista, CPFL Piratininga, CPFL Santa Cruz e RGE - e atenderá até 200 hospitais. Foram mapeados cerca de 99 deles, nos quais serão instaladas usinas fotovoltaicas e substituídas lâmpadas com tecnologia obsoleta por modelos mais eficientes, de LED. Ao final do Programa é esperado que os hospitais economizem aproximadamente R$ 18 milhões por ano em suas contas de energia.

O segundo pilar desse Programa dará continuidade a uma iniciativa conduzida pelo Instituto CPFL. Por meio do PRONON (Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica) e dos Conselhos Municipais do Idoso (CMI), o Instituto CPFL vem investindo na melhoria nas condições dos hospitais. O objetivo desse pilar é ampliar a oferta de serviços e expandir a prestação de serviços médico-assistenciais, apoiar a formação, o treinamento e o aperfeiçoamento de recursos humanos em todos os níveis, e realizar pesquisas clínicas, epidemiológicas, experimentais e socioantropológicas.

Desde 2018, estão em andamento investimentos que somam R$ 4,8 milhões e incluem melhorias nos hospitais do Instituto do Câncer (Fortaleza - CE), Hospital Fornecedores Cana Piracicaba (SP), Hospital Infantil Varela Santiago (Natal - RN), Hospital de Caxias do Sul (RS), Hospital do Câncer de Barretos (SP) e Hospital Comunitário São Peregrino Lazziozi de Veranópolis (RS).

O terceiro pilar do Programa CPFL nos Hospitais permite aos clientes realizar doações para os hospitais por meio da conta de energia. Isso aumenta a arrecadação dos hospitais e Santas Casas, permitindo investimentos na melhoria das condições de atendimento. A CPFL Total – empresa do Grupo CPFL Energia – oferece esse serviço para 84 hospitais nos estados do Rio Grande do Sul e de São Paulo. Essa iniciativa de doação arrecada, em média, R$ 3,7 milhões por ano, recursos que auxiliam a gestão diária dos hospitais participantes. O objetivo é expandir essa iniciativa em 2021.​

Veja os detalhes nas seis cidades beneficiadas:

          

O que foi instalado

Economia de Energia

 

 

 

 

 

Emissão de CO2 em tonelada

 

Instituição

Lâmpada trocadas por LED

Usina solar (capacidade instalada)

MWh/ano

Consumo equivalente casas/ano

Investimento

 

Árvores

Beneficência Portuguesa de Amparo

28

95,87

129,413

55

R$ 353.325,10

7,99

48

Hospital Santa Teresinha - Brotas

244

102

164

69

R$ 387.600,00

12,3

74

Hospital Francisco Rosas (Santa Casa de Espírito Santo do Pinhal)

800

95,87

131,282

55

R$ 346.224,16

8,1

49

Hospital do Município de Mombuca

82

21,84

32,4

14

R$   98.100,00

2,4

15

Santa Casa de Misericórdia de Ribeirão Bonito

294

21,9

41,2

17

R$   83.220,00

3,1

19

Santa Casa de Serra Negra

41

95,27

129,32

55

R$ 341.430,23

7,98

48

TOTAL

1489

432,75

627,62

265

 R$  1.428.579,49

41,87

253


Fonte: CPFL Paulista

Galeria de mídia

  • Hospital municipal em Mombuca deverá ter um custo menor com a conta de energia

    Hospital municipal em Mombuca deverá ter um custo menor com a conta de energia
    Foto: G1 Campinas



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar

Frutos de Indaiá

O Troféu Frutos de Indaiá tem o significado de sucesso e vitória. Uma premiação pelo esforço contínuo e coletivo em direção à excelência.

Confira como foi o Frutos de Indaiá 2021.

COMPARTILHE