23 de Setembro de 2020
Central de Relacionamento

Fraternidade sem Fronteiras promove ação solidária

O objetivo é arrecadar recursos para construção de um centro de formação profissional em Madagascar

 Publicado em  22/04/2020 às 12h08  Internacional  Mundo


Projeto pretende ainda inserir mais de 350 crianças na escola

Projeto pretende ainda inserir mais de 350 crianças na escola
Foto: DIVULGAÇÃO/FSF

Da Redação

maisexpressao@maisexpressao.com.br

Presente há três anos na ilha de Madagascar, na África Subsaariana, uma das regiões mais pobres do mundo, a Organização humanitária Fraternidade sem Fronteiras (FSF) implantou o projeto Ação Madagascar com quatro polos de trabalho pelos quais oferece alimentação, água limpa e cuidados com a saúde e higiene dos acolhidos, além de inserir mais de 350 crianças na escola e construir moradias dignas à população.  

Na aldeia Ambovombe, a FSF construiu cem moradias em uma área de 45 mil metros quadrados, o local ficou denominado como Cidade da Fraternidade. O projeto inclui a perfuração de poço artesiano, oficinas de trabalho e cultivo sustentável. Essa comunidade é incentivada a perceber sua própria capacidade para a conquista da autoestima e a vivenciar valores que cultivam a paz.

Atualmente, devido à pandemia do coronavírus, a FSF conta ainda com o desafio de continuar oferecendo uma refeição por dia a mais de 3 mil pessoas e acolher outras que se encontram em extrema vulnerabilidade social em Ambovombe e toda região.

Para atingir esses objetivos, a Organização humanitária realizará um sorteio por meio de doações de voluntários. Os recursos também serão utilizados para implantação de um centro que possa capacitar profissionalmente a comunidade, por meio de oficinas de costura, produção de pão, sabão, beneficiamento de farinha, entre outros, e o fortalecimento de projetos em andamento, como a agrofloresta e biocarvão. "Queremos criar formas de dar sustentabilidade ao projeto e oportunidades para que os acolhidos possam ter uma vida digna e independente de ajudas externas", ressaltou o fundador-presidente da FSF, Wagner Moura Gomes.

Galeria de mídia

  • Projeto pretende ainda inserir mais de 350 crianças na escola

    Projeto pretende ainda inserir mais de 350 crianças na escola
    Foto: DIVULGAÇÃO/FSF



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar
Frutos de Indaiá

Conheça o maior evento de premiação de Indaiatuba.

Frutos de Indaiá

Compartilhe