07 de Dez de 2021
Central de Relacionamento

Empresa de Indaiatuba traz novidades em energia solar da maior feira do setor

Solar Job fechou contratos para comercializar telhas fotovoltaicas e painéis com micro inversor integrado

 Publicado em  12/11/2021 às 09h25  Indaiatuba  Tecnologia e inovação


Telhas de energia solar fotovoltaica

Telhas de energia solar fotovoltaica
Foto: Divulgação

Eloy de Oliveira 
maisexpressao@maisexpressao.com.br

A empresária Gislene Costa Bergh, proprietária da Solar Job, empresa com 15 anos de mercado e nove deles exclusivamente com energia solar em Indaiatuba, fechou contratos para venda de lançamentos da Intersolar South América.

Realizado no final de outubro último, no Expo Center Norte, em São Paulo, o evento é a maior feira da América do Sul para o setor solar, atraiu mais de 25 mil visitantes e enfocou os ramos de fotovoltaicos, produção FV e tecnologias termossolares.

“As novidades que vimos na feira estarão à disposição dos nossos clientes em Indaiatuba e região nas próximas semanas. Sempre estamos atentos a lançamentos e a melhorias de sistemas para reduzir custos e ampliar a nossa área de cobertura”, disse.

Novidades

Um dos produtos que mais chamaram a atenção na feira foram as telhas de energia solar fotovoltaica, que foram lançadas no Brasil pela Eternit, inicialmente em 2019, mas cujas vendas e expansão foram prejudicadas pela pandemia.

“O interessante desse produto é que quem investe em energia solar pode fazer a cobertura do seu imóvel com essas telhas e já terá condições de gerar energia, dispensando a instalação dos sistemas tradicionais e com custo-benefício menor”.

Outro produto foram os painéis com 920 watts de potência com micro inversores integrados, que são mais potentes que os tradicionais, segundo a empresária, e que oferecem ganho de eficiência, mais espaço útil, produtividade e instalação mais fácil.

Moeda

Gislene Costa Bergh disse que chamou a sua atenção na feira também o fato de a empresa Sol Copérnico oferecer financiamento para a instalação de sistemas fotovoltaicos, utilizando recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço.

“O cliente pode trocar um custo de energia mensal (e eu tenho clientes que gastam R$ 2 mil por mês) por um investimento a ser quitado em 36/48 vezes e usando recursos que ficam praticamente parados nas contas do governo”, disse.

Para ela, a moeda da rede hoje é o watt. O cliente consegue um retorno de investimento tão produtivo como se cada watt gerado e investido custasse R$ 0,21. “É como se o investidor fizesse um pré-pagamento da conta de energia”.

Galeria de mídia

  • Telhas de energia solar fotovoltaica

    Telhas de energia solar fotovoltaica
    Foto: Divulgação



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar

Frutos de Indaiá

O Troféu Frutos de Indaiá tem o significado de sucesso e vitória. Uma premiação pelo esforço contínuo e coletivo em direção à excelência.

06 NOV 2021, Clube 9 - Indaiatuba

COMPARTILHE