28 de Maio de 2022
Central de Relacionamento

Chegada do verão pede atenção redobrada nos cuidados com a pele

Dermatologista alerta que é preciso procurar por um especialista a qualquer sinal diferente

 Publicado em  24/12/2021 às 15h34  Indaiatuba  Saúde


Para pessoas que costumam ficar expostas ao sol, é preciso reforçar o uso do protetor solar diariamente, principalmente no rosto

Para pessoas que costumam ficar expostas ao sol, é preciso reforçar o uso do protetor solar diariamente, principalmente no rosto
Foto: Reprodução

Denise Katahira
redacao@maisexpressao.com.br

A campanha Dezembro Laranja vem para alertar sobre o câncer de pele, doença que provoca feridas que não cicatrizam ou pintas que crescem devagar, mas que coçam, sangram ou apresentam alterações de cor, consistência e tamanho. A lesão, maligna, geralmente é rósea, avermelhada ou escura.

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), a doença ultrapassa no Brasil a marca de 185 mil novos casos todos os anos - representando cerca de 33% dos tumores malignos registrados.

E com a chegada do verão, as pessoas ficam mais expostas ao sol, pois é a época do ano que costumam frequentar piscinas e praias. E a exposição excessiva é uma das principais causas da enfermidade, alerta a médica dermatologista do Vera Cruz Hospital, Ana Paula Giovannetti. "Nesta época, há um aumento das atividades realizadas ao ar livre e, portanto, é preciso redobrar os cuidados. A radiação solar incide com mais intensidade na pele e não podemos deixar a fotoproteção de lado. Por isso, a importância do Dezembro Laranja, instituído pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, que conscientiza sobre prevenção e combate ao câncer de pele", destaca.

A especialista conta que pessoas com descendência europeia, como os italianos, possuem a pele muito clara e muito sensível ao sol, o que pode favorecer o surgimento de manchas e da própria doença. Outros fatores de risco para o desenvolvimento da patologia estão no histórico familiar, na exposição prolongada e repetida ao sol, principalmente na infância e na adolescência, e no uso de câmeras de bronzeamento artificial.

Na visão da dermatologista, além do uso do protetor solar, também é importante prestar atenção às vestimentas do dia a dia. "As pessoas precisam se proteger. Pode ser com chapéu, boné, camisetas de proteção para raios UV. Na praia, jamais dispensar um guarda-sol ou barracas de tecido bem grosso", exemplifica.

Doença silenciosa

Ao contrário de outras patologias, normalmente, o câncer de pele não tem sintomas e, por isso, demanda a urgência de se procurar por um especialista ao surgimento de qualquer anomalia na pele. A adoção de hábitos de vida saudáveis também é benéfica.

"O olhar de um dermatologista para a pele é diferente. O que para um leigo pode ser uma coisa horrorosa e algo ruim, pode ser avaliado como benigno, enquanto uma pequena pinta pode ser um câncer de pele. Inclua na rotina a ingestão de muito líquido, hidrate a pele e mantenha uma dieta leve", orienta.

Galeria de mídia

  • Para pessoas que costumam ficar expostas ao sol, é preciso reforçar o uso do protetor solar diariamente, principalmente no rosto

    Para pessoas que costumam ficar expostas ao sol, é preciso reforçar o uso do protetor solar diariamente, principalmente no rosto
    Foto: Reprodução



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar

Frutos de Indaiá

O Troféu Frutos de Indaiá tem o significado de sucesso e vitória. Uma premiação pelo esforço contínuo e coletivo em direção à excelência.

Confira como foi o Frutos de Indaiá 2021.

COMPARTILHE