23 de Jan de 2022
Central de Relacionamento

Artista Bruno Andreotti fala da experiência em desenhos, games, instalações e histórias em quadrinhos

Bruno tem graduação em Artes Visuais e trabalha em diversos segmentos das artes visuais

 Publicado em  02/07/2021 às 12h14  Valinhos  Cultura e lazer


O artista Bruno Andreotti e sua obra “Red Night”, que melhor define seu estilo atual. No Instagram, o desenho tem animação

O artista Bruno Andreotti e sua obra “Red Night”, que melhor define seu estilo atual. No Instagram, o desenho tem animação
Foto: Arquivo pessoal

Bárbara Garcia
rmc@maisexpressao.com.br

Bruno Andreotti tem 26 anos e fez graduação em Artes Visuais na PUC-Campinas. Nascido e criado em Valinhos, interior de São Paulo, ele conta que não sabe dizer ao certo quando a paixão pelas artes visuais começou. “Desde muito pequeno eu passava horas desenhando e assistindo animações”.

Na adolescência, começou a ler mangás, as revistas com histórias em quadrinhos japonesas, e se encantou. Começou fazendo curso livre e gratuito de desenho, até que decidiu que queria fazer da Arte gráfica sua profissão. Além dos mangás, ele também se inspirou em HQs europeias, americanas e brasileiras para criar seu estilo próprio.

Tem ainda em sua formação um Curso Profissionalizante de Games. Já participou de alguns concursos de jogos digitais chamados de “Game Jam”. O mais recente, chamado “Colateral Control”, foi feito em parceria com o amigo Jon, que cuida da parte de programação digital. O game tinha temática de looping temporal e antes de ser digitalizado, Bruno montou toda a parte visual com desenhos e colagem em papel.

Ele conta que suas principais referências artísticas, tanto no traço do desenho, como na construção de narrativas é o quadrinista Mike Mignola, e o autor Lourenço Mutarelli – brasileiro conhecido por obras como “O cheiro do ralo” e “Que horas ela volta?”, mas também produtor de HQs.

Bruno também se interessa muito por mitologia, de várias partes do mundo. Seu TCC na faculdade de Artes foi uma instalação interativa, onde criou um povo fictício, com desenhos, histórias e símbolos em cima de uma cadeira de um arqueólogo.

Sobre planos para o futuro recente, Bruno está criando uma história em quadrinhos sem falas, contada somente através das imagens, com o encontro entre duas divindades que criarão um universo místico.

Além de trabalhar como artista freelancer fazendo logotipos, vinhetas, e ilustrações, também utiliza seu Instagram, @bgandreotti, para divulgar suas obras autorais, em que utiliza técnicas variadas como tintas, aquarela, nanquim, entre outras. O desenho da foto, inclusive, pode ser visto com animação, que ele mesmo criou.

Galeria de mídia

  • O artista Bruno Andreotti e sua obra “Red Night”, que melhor define seu estilo atual. No Instagram, o desenho tem animação

    O artista Bruno Andreotti e sua obra “Red Night”, que melhor define seu estilo atual. No Instagram, o desenho tem animação
    Foto: Arquivo pessoal



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar

Frutos de Indaiá

O Troféu Frutos de Indaiá tem o significado de sucesso e vitória. Uma premiação pelo esforço contínuo e coletivo em direção à excelência.

Confira como foi o Frutos de Indaiá 2021.

COMPARTILHE