10 de Ago de 2022
Central de Relacionamento

Vigilância interdita fábrica de alimentos por problemas de higiene

A fábrica está proibida de operar por dez dias, que é o prazo para que o proprietário apresente sua defesa

 Publicado em  17/06/2022 às 10h43  Indaiatuba  Polícia


Corredor da fábrica que foi interditada por atuar sem licença de funcionamento

Corredor da fábrica que foi interditada por atuar sem licença de funcionamento
Foto: Divulgação RIC/PMI

Rayane Lins*

rayanelins@maisexpressao.com.br

O Departamento de Vigilância Sanitária da Prefeitura de Indaiatuba interditou, na quinta-feira (9), uma fábrica clandestina do ramo alimentício, que atuava sem licença e apresentava más condições de higiene.

A fábrica está proibida de operar por dez dias, que é o prazo para que o proprietário apresente sua defesa. Ele está sujeito ao pagamento de multa. O valor ainda vai ser arbitrado, mas pode chegar a até R$ 6 mil. Não foi divulgado o endereço da fábrica nem o nome do seu proprietário.

A Vigilância Sanitária conta com a colaboração da população indaiatubana para que sejam feitas denúncias a respeito da existência de estabelecimentos que possam estar oferecendo risco à saúde da comunidade.

*Rayane Lins integra o Programa de Estágio do Grupo Mais Expressão.

Galeria de mídia

  • Corredor da fábrica que foi interditada por atuar sem licença de funcionamento

    Corredor da fábrica que foi interditada por atuar sem licença de funcionamento
    Foto: Divulgação RIC/PMI



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar

Frutos de Indaiá

O Troféu Frutos de Indaiá tem o significado de sucesso e vitória. Uma premiação pelo esforço contínuo e coletivo em direção à excelência.

Confira como foi o Frutos de Indaiá 2021.

COMPARTILHE