03 de Junho de 2020
Central de Relacionamento

Tecnologia Aedes do Bem suprime 95% dos mosquitos

O bem sucedido ensaio de campo provou a eficácia no combate à dengue

 Publicado em  22/05/2020 às 14h56  Indaiatuba  Cidades


Da Redação

maisexpressao@maisexpressao.com.br

Realizado em estreita colaboração com a administração de Indaiatuba, o método de mini-cápsulas do Aedes do Bem™ suprimiu, após apenas 13 semanas de tratamento, 95% 1 da população do Aedes aegypti, em comparação com as áreas de controle não tratadas no município. As mini-cápsulas do Aedes do Bem™ foram projetadas para equipar governos e comunidades de todos os tamanhos com uma solução para controle do Aedes aegypti altamente eficaz e economicamente sustentável.

O tratamento envolveu a colocação de mini-cápsulas do Aedes do Bem™ em propriedades residenciais, uma vez por semana, sem ferramentas ou manuseio especiais. O esforço gerou rápida supressão do mosquito em uma área onde moram aproximadamente mil pessoas, e demonstrou 100% de eficácia da tecnologia na eliminação de larvas fêmeas, validando completamente a biossegurança do produto.

O produto elimina a necessidade de caras unidades de produção de mosquitos adultos, de sistemas complexos de criação de insetos, de equipes especializadas e da liberação de inseticidas por meio de veículos, e acaba com a proliferação de Aedes aegypti fêmeas.

Esta é a primeira solução baseada em insetos criada especificamente para fornecer uma supressão direcionada com simplicidade, escalabilidade e sustentabilidade econômica, tornando acessível para governos, comunidades e usuários finais de todos os tipos e níveis de renda os benefícios das soluções biológicas de saúde pública.

A tecnologia de mini-cápsulas usa o sistema proprietário da Oxitec para encapsular ovos da linhagem de 2ª geração do Aedes do Bem™ e, quando colocadas em uma pequena caixa com água, produzem e liberam apenas machos do Aedes do Bem, que são seguros, auto-limitantes e não picam. Esses machos, ao saírem da caixa, se dispersam no ambiente para acasalar com fêmeas Aedes aegypti selvagens em uma área de até 8 mil metros quadrados. Esse produto está sendo desenvolvido para ser a primeira tecnologia de controle do Aedes aegypti baseada em insetos que pode ser fabricada em instalações centralizadas, ser estavelmente armazenada e implantada sob demanda em qualquer lugar do mundo, sem equipe especializada ou equipamento especial.

Para acompanhar o estudo, a Oxitec encomendou uma pesquisa independente, que mostrou que o apoio da comunidade local ao estudo foi alto, com 94% dos 1,2 mil residentes pesquisados a favor da tecnologia do Aedes do Bem™, e seu uso nos bairros da cidade.

Galeria de mídia

Não há fotos e vídeos disponíveis.



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar
Frutos de Indaiá

Conheça o maior evento de premiação de Indaiatuba.

Frutos de Indaiá