01 de Abril de 2020
Central de Relacionamento

Secretaria de Saúde de Campinas divulga boletim da dengue

Do dia 1º de janeiro a 7 de fevereiro, foram confirmados 110 casos

 Publicado em  12/02/2020 às 14h11  Campinas  Saúde


A Secretaria Municipal de Saúde está realizando ações diárias em todas as regiões de Campinas para prevenção e combate à dengue. As atividades incluem controle de criadouros, nebulização em áreas de transmissão e orientações à população. Também estão sendo divulgados via mídias sociais alertas com os bairros com possível transmissão de dengue. Do dia 1º de janeiro a 7 de fevereiro de 2020, foram confirmados 110 casos de dengue em Campinas, com coeficiente de incidência de 9,2 casos para cada 100 mil habitantes, de acordo com o último boletim epidemiológico.

Na próxima segunda-feira, dia 17 de fevereiro, a Secretaria de Saúde promoverá um evento de capacitação de médicos e enfermeiros da rede pública e privada para o manejo clínico do paciente com dengue. O evento será no Salão Vermelho do Paço Municipal  em dois períodos: de manhã, às 8h30, e à tarde, às 13h30. São esperados 200 profissionais em cada período. Não é necessário fazer inscrição. A capacitação é promovida pelos Departamentos de Vigilância em Saúde (Devisa) e de Saúde (DS).

Alertas

Desde o dia 9 de janeiro deste ano, a Prefeitura também iniciou uma nova estratégia de comunicação para o combate à dengue que foi definida em conjunto com o Comitê Municipal de Prevenção e Controle das Arboviroses. Os alertas foram criados para comunicar rapidamente a população sobre as novas áreas de risco de transmissão da dengue, identificadas após as análises técnicas da equipe de saúde para que a população intensifique os cuidados e a eliminação de criadouros.

O último alerta, o de número 4, é de quinta-feira, dia 7 de fevereiro, e abrange os bairros: Jardim do Vovô, Jardim Pacaembu, Jardim Chapadão, Cidade Universitária I, Jardim Santa Terezinha, Jardim Paraíso de Viracopos, Vila Vitória, Jardim Maracanã, Jardim Novo Maracanã, Jardim Novo Mundo, Núcleo Residencial Princesa D'Oeste.

Cata-treco

A Prefeitura de Campinas realiza também o serviço de recolhimento de resíduos. De 1° de janeiro a 8 de fevereiro, foram recolhidos 505,42 toneladas de materiais deixados em pontos recorrentes e nas ruas da cidade. Em ações de limpeza de terrenos e descarte clandestino também foram recolhidos 4.181,75 toneladas de resíduos. Os serviços ocorrem em todos os pontos da cidade.

O propósito é exterminar potenciais criadouros do mosquito Aedes aegypti. Para acabar com a proliferação do inseto é preciso evitar acúmulo de água em latas, pneus e outros objetos. Os vasos de plantas devem ter a água trocada a cada dois dias. É importante, também, vedar a caixa d’água. Os vasos sanitários que não estão sendo usados devem ficar fechados.

Todas as ações integram um conjunto de iniciativas do Comitê de Prevenção e Controle das Arboviroses para combater a dengue, zika vírus e chikungunya na cidade. O Comitê reúne 16 secretarias, Sanasa e Rede Mário Gatti e planeja continuamente as atividades de combate a essas doenças em Campinas.

Mais informações podem ser obtidas no site https://dengue.campinas.sp.gov.br/

Galeria de mídia

Não há fotos e vídeos disponíveis.



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar
Frutos de Indaiá

Conheça o maior evento de premiação de Indaiatuba.

Frutos de Indaiá