23 de Maio de 2022
Central de Relacionamento

Saúde fecha balanço de 2021 com aproximadamente meio milhão de vacinas aplicadas

Mais de 212 mil indaiatubanos já estão com o esquema vacinal completo contra a Covid-19

 Publicado em  26/12/2021 às 21h57  Indaiatuba  Saúde


Só em 2021 foram investidos R$ 32.113.453,69 até 20 de novembro com as ações contra o Coronavírus

Só em 2021 foram investidos R$ 32.113.453,69 até 20 de novembro com as ações contra o Coronavírus
Foto: Eliandro Figueira - RIC/PMI

Da redação

A Saúde sempre foi um dos pilares de prioridade na gestão do prefeito Nilson Gaspar (MDB), não à toa, o município figurou em posições de destaque no assunto vacinação, como por exemplo, ser a cidade no Estado de São Paulo com maior porcentagem de imunizados contra a Covid-19 entre as cidades a partir de 250 mil habitantes. A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Indaiatuba contabilizou as ações realizadas ao longo de todo 2021, a pasta conduzida pela secretária Graziela Garcia, destacou importantes conquistas também no rastreio do HPV, no controle da Dengue, na ampliação do Centro Cirúrgico do Hospital Dia e no credenciamento da quimioterapia.

A vacinação contra a Covid-19 em Indaiatuba foi iniciada em 21 de janeiro deste ano com a aplicação da primeira dose na técnica de enfermagem, Vanessa Aparecida Cunha, 41 anos. Desde então o município se destacou na agilidade e eficácia para aplicação dos imunizantes. Até o momento, foram aplicadas ao todo 488.271 vacinas, sendo 213.562 de primeira dose, 206.103 de segunda, 6.860 de dose única e mais 61.746 doses adicionais.

Segundo o prefeito, Nilson Gaspar, a eficiência neste processo de vacinação é mérito do trabalho em equipe. “Ninguém chega a lugar algum sozinho. Nós só conseguimos vacinar tantas pessoas em todo este período, graças ao empenho dos profissionais que se desdobraram dia e noite. Nós criamos uma força tarefa que envolveu praticamente todas as secretarias da Prefeitura para que pudesse auxiliar na vacinação de alguma forma, e por fim, o resultado foi muito bom e a nossa população elogiou bastante a nossa organização”, comentou Gaspar.

A Prefeitura de Indaiatuba investe mais de 28% em saúde, sendo que o mínimo exigido pela Lei de Responsabilidade Fiscal é de 15% (Art.198 CF/1988 Art.7º - Lei Complementar 141 de 2012). O orçamento da Saúde empenhado em 2021 até o fechamento desta matéria é de R$ 333.725.104,82 e o valor anual por habitante investido na saúde municipal é de R$1.280,16, valor superior a cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC) acima de 240 mil habitantes, como por exemplo: Campinas (R$ 1.071,56), Hortolândia (R$ 1.103,00), Americana (R$ 611,47) e Sumaré (R$ 825,56). Dos valores investidos na Saúde quem contribui com a maior parcela é o Governo Municipal que fica com 75,17% do orçamento, o Governo Federal contribui com 24,52% do montante e o Governo do Estado 0,91%.

Este ano as ações da Secretaria de Saúde se concentraram, durante boa parte do ano, no combate a Pandemia, que teve início em março de 2020. Só em 2021 foram investidos R$ 32.113.453,69 até 20 de novembro com as ações contra o Coronavírus.

Desde o início da pandemia 32.641 pessoas contraíram a doença, sendo 31.839 consideradas curadas e outras 800 vieram a óbito. A Prefeitura de Indaiatuba lamentou o número de óbitos e prestou a solidariedade pelas vítimas da Covid-19. No momento em que a matéria foi finalizada, havia apenas 2 pessoas internadas com teste positivo para a doença, uma queda de 98,5%, quando em 17 de junho, Indaiatuba possuía 140 pacientes internados e outros 59 aguardando leito.

Segundo a secretária de Saúde Graziela Garcia, foi o pior momento da pandemia em Indaiatuba. “Com toda certeza foi o momento mais delicado que passamos até hoje, mas com a vacinação em andamento, este número foi caindo e hoje estamos com índices baixíssimos que nos fazem acreditar que o fim desta pandemia está próximo”, comentou a secretária.

As ações desenvolvidas ao longo deste ano para conter a transmissão foram: Restrição de aglomeração de espaços públicos; orientação massiva sobre isolamento social e prevenção ao Coronavírus; desinfecção dos espaços públicos; boletins diários com informações sobre a evolução da pandemia; aquisição de testes PCR e sorologia; criação de novos leitos de UTI e enfermaria; abertura da parte nova do Haoc; aquisição de E.P.Is para Rede Pública; entrega domiciliar de medicamentos pela farmácia unificada para pacientes com mais de 60 anos; ações de prevenção e conscientização da população em todos os bairros da cidade, com aferição de temperatura; entrega de máscaras e cartazes de orientação aos comércios; ação do consultório móvel com equipe médica avaliando pacientes nos bairros; utilização de cabine de isolamento no Hospital Dia para coleta de exame PCR; implantação da Minha Saúde Teleatendimento Covid-19; atendimento pelo WhatsApp (19) 9 9779-3856; entrega dos Kits de Alimentação para todos os alunos da Rede Municipal; ação de vacinação de Gripe, Sarampo e Poliomielite em sistema de Drive- Thru; higienização das ambulâncias com equipamento ultravioleta; ações de conscientização na Zona Sul e ações de testagem (Fiec, Jardim Oliveira Camargo e Cecap).

Ao todo, a Secretaria de Saúde contabilizou em 2021, 17.025 ações de prevenções e atendimentos Covid-19 na Atenção Básica (UBS). Foram realizados no município 1.711 exames RT-PCR; 334 testes rápidos IgG/IgM; 29.095 testes de Antígeno; mais 2.837 testes rápidos Hilab em funcionários da Saúde, Segurança, Social e agentes funerários. Foram mais 15.707 ações da vigilância sanitária e epidemiológica para o controle da pandemia no município.

Uma das novidades que a pandemia trouxe para o município foi o Teleatendimento Covid-19, uma maneira simples para o paciente suspeito da doença, passar com atendimento médico sem sair da sua casa, evitando assim a circulação viral. Desde o início da pandemia, foram realizados 50.710 atendimentos on-line, sendo destes, 42.505 só em 2021, com recorde de atendimentos em junho com 7.110 consultas e baixa em dezembro, que figura como o mês com menor procura desde a implantação do serviço, 369 atendimentos on-line foram realizados até o dia 15 de dezembro, uma queda de mais de 94% comparado a junho de 2021. É importante pontuar que a cada término de atendimento é oferecido ao munícipe a possibilidade de avaliar o atendimento e o sistema de forma opcional, das 22.547 avaliações, 18.965 foram com nota máxima ou seja 5 estrelas, uma aprovação de mais de 84%.

Estrutura

A Rede Municipal de Saúde é equipada com 18 Unidades Básicas de Saúde; sete Farmácias (Unidades Básicas); dois Centros de assistência farmacêutica; Ambulatório de Especialidades e Hospital Dia; UPA Tipo III 24 horas; Pronto Socorro Geral HAOC; 2 unidades do CEO; Ambulatório de Especialidades da Mulher e Criança; Ambulatório de Especialidades do JD Morada do Sol (Mini Hospital); SAAE e CTA (ambulatório de moléstias infecciosas); Derefim – Departamento de Reabilitação Física e Metal; Cerest – Saúde do Trabalhador; Caps II – Centro de Atenção Psicossocial; Caps III – Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas 24h; Caps Infantil – Centro de Atenção Psicossocial Infantil; Laboratório Municipal de Análises Clínicas; Vigilância Sanitária; Vigilância Epidemiológica; Vigilância Ambiental; Central de Ambulância 24 horas; Almoxarifado; Serviço de Verificação de Óbitos e Centro de Operações contra a Dengue.

Os programas desenvolvidos pela Secretaria de Saúde são: Programa Municipal de Qualidade da Rede Pública de Saúde o PMAQ (pelo Governo Federal) e QUALIAB (pelo Governo Estadual); Projeto 100% Saúde; Programa Mais Médicos; Programa de Residência Médica; Programa Boquinha Encantada; Programa de Prevenção ao Câncer Bucal; Programa Viva leite; Programa Nascer Bem; Programa Nacional de Imunização; Programa Preventivo; Promoção de Saúde do Trabalhador; Hiperdin Hipertensos e Diabéticos; Programa de combate à dengue e arboviroses; Santa Casa Sustentável; Práticas Integrativas; Combate ao Tabagismo; IST/AIDS (Infecções Sexualmente Transmissível), Programa de rastreio do DNA do HPV e Programa de Autocuidado e Qualidade de Vida de Adolescentes com Diabetes Mellitus. Em 2021 esses programas funcionaram boa parte do ano de forma adaptada devido à pandemia da Covid-19.

Rastreio do DNA do HPV

Indaiatuba foi destaque em 2021 em revistas internacionais de medicina, como a The Lancet Regional Health – Americas, uma das maiores do mundo no segmento médico e a The Science, as publicações indicaram a alta cobertura do teste de DNA-HPV no rastreamento do câncer do colo do útero com a detecção imediata da doença ainda em estágio inicial, antecipando o diagnóstico em 10 anos. O procedimento foi testado em Indaiatuba por pesquisadores da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) e do Hospital da Mulher Prof. Dr. José Aristodemo Pinotti (Caism) da Unicamp, com o apoio da Roche Diagnostics.

A pesquisa teve como objetivo central, organizar o rastreamento do câncer do colo do útero em um grande conjunto populacional, o que resultou diversos diagnósticos precoces que possibilitou um tratamento antecipado e mais eficaz.

Desde 2018, a Prefeitura Municipal de Indaiatuba instituiu no Sistema Único de Saúde (SUS) o rastreamento exclusivamente por meio do teste de DNA-HPV, substituindo definitivamente o Papanicolau, poucas cidades no mundo fizeram o mesmo.

O vice-prefeito e médico ginecologista, Dr. Túlio, celebrou o fato de Indaiatuba ser o único país da América Latina a substituir em saúde pública o exame citológico pelo de rastreio do DNA de HPV. “É possível acabar com o câncer de colo de útero. O teste DNA de HPV é eficaz, seguro e pode antever o diagnóstico do câncer antes de ele se tornar um, coisa que o Papanicolau só vai acusar em estágios de lesões pré-cancerígenas, ou seja, no momento em que o câncer estiver já presente. Em Indaiatuba, nós estamos muito felizes em ser a primeira cidade da América Latina a oferecer para toda população este exame diagnóstico totalmente gratuito. Nosso objetivo é acabar com o câncer de colo de útero no município em um futuro não tão distante”, comentou o vice-prefeito.

Credenciamento da quimioterapia 

Indaiatuba está oficialmente credenciada no Governo do Estado para realizar quimioterapia e cirurgias oncológicas. O anúncio foi feito pelo prefeito Nilson Gaspar e pela secretária Municipal de Saúde, Graziela Garcia, em 22 de setembro de 2021. Com o custeio estadual, Indaiatuba fará parte da Unacon (Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia).

O prefeito, Nilson Gaspar, informou que esta tem sido uma bandeira sua desde o início da primeira gestão, em 2017. “Ter Indaiatuba oficialmente credenciada no site da Secretaria de Estado de Saúde para oferecer um tratamento completo aos pacientes com câncer é uma conquista enorme para mim. Há alguns anos eu tenho buscado tratativas para essa liberação junto ao SUS (Sistema Único de Saúde) e é muito gratificante saber que finalmente conseguimos, graças à ajuda do deputado estadual Rogério Nogueira, que abraçou a causa com ações efetivas”, ressaltou. “O próximo passo é aguardar o encaminhamento do Governo do Estado para começarmos efetivamente os tratamentos oncológicos aqui na cidade”, acrescentou.

A Secretária da Saúde informou que todos os trâmites administrativos estão sendo seguidos para que os pacientes possam fazer suas sessões de quimioterapia na cidade o mais rápido possível.

Aedes do Bem

A Oxitec, líder em soluções biológicas para o controle de pragas que transmitem doenças, destroem plantações e prejudicam a pecuária, anunciou em outubro a expansão de sua colaboração com a Prefeitura de Indaiatuba para uma nova etapa do projeto Aedes do Bem™, que contará com o apoio da Fundação Wellcome Trust, da Inglaterra.

A Oxitec e a Prefeitura concordaram em expandir a escala de sua colaboração para otimizar as integrações técnicas e operacionais do Aedes do Bem™, à rotina de controle de vetores já adotada pelo Programa de Controle do Aedes aegypti da cidade, com foco na redução de custos e na acessibilidade da tecnologia a comunidades que sofrem com doenças transmitidas pelo mosquito.

A expansão do projeto acontece após o excelente desempenho da tecnologia na cidade nos últimos três anos. Nesse período, os resultados mostraram que a supressão do mosquito Aedes aegypti atingiu picos de 96% nos bairros tratados, e a solução recebeu ampla aceitação da comunidade, com 97% dos entrevistados apoiando a expansão do projeto para outros bairros.

Esta nova etapa do projeto Aedes do Bem™, em Indaiatuba, teve início em setembro de 2021 e se estenderá até meados de 2023. O projeto cobrirá cerca de 400Ha da área urbana do município, e incluirá os bairros Jardim Morada do Sol, Jardim Teotônio Vilela, Jardim São Conrado, Jardim Juscelino Kubitscheck, Vila Pires da Cunha, Parque das Nações, Jardim Regina, Jardim do Valle, Jardim Alice e Jardim Tancredo Neves.

Oftalmologia em destaque 

No início de setembro a secretária de Saúde de Indaiatuba, Graziela Garcia e a secretária de Relações Institucionais e Comunicação, Dra. Graziela Milani, receberam a comitiva da Prefeitura de Osasco, que veio conhecer a estrutura do Hospital Dia e o serviço oftalmológico da cidade.

Estiveram presentes secretários, assessores e vereadores do município, que foram recebidos também pelo responsável da Redemo, clínica oftalmológica conveniada à Prefeitura de Indaiatuba, o médico oftalmologista Dr. Victor Simoncelli.

Somente em 2021 na produção ambulatorial foram realizados 6.933 procedimentos de biomicroscopia de fundo de olho, 348 biometrias ultrassônicas (monoculares), 499 fundoscopias, 96 gonioscopias, 2.097 mapeamentos de retina, 3.667 tonometrias, 422 tomografias de coerência óptica, 7.905 consultas médicas em atenção especializa.

A produção hospitalar em termos de oftalmologia em Indaiatuba, realizou em 2021, 361 implantes de lente intra-ocular dobrável, entre outros procedimentos como exérese de calázio e outras pequenas lesões de pálpebra, reposicionamento de lente intra-ocular, implante de lente intra-ocular rígida, implante de próetese anti-glaucomatosa, trabeculectomia, entre outros.

Serviço de verificação de óbitos

O prefeito, Nilson Gaspar (MDB), e a secretária de Saúde, Graziela Garcia, realizaram em 1º de dezembro, uma visita técnica nas novas instalações do prédio do Serviço de Verificação de Óbitos (SVO), localizado dentro do Cemitério Parque dos Indaiás. O serviço está em funcionamento em Indaiatuba e está localizado no Cemitério Parque dos Indaiás

O Serviço de Verificação de Óbito (SVO) é o responsável por determinar a causa do óbito, nos casos de morte natural, sem suspeita de violência, com ou sem assistência médica, sem esclarecimento diagnóstico e, principalmente aqueles para efeito de investigação epidemiológica. É de grande importância para a sociedade, uma vez que pode colocar em evidência os possíveis riscos à saúde que estarão surgindo, tanto os já conhecidos quanto os que não são comuns, ou ainda casos de uma doença nova em um determinado local. O seu objetivo é constatar o esclarecimento da causa da morte para aperfeiçoar a qualidade da informação sobre mortalidade, colaborando assim no aprimoramento da construção e implantação de políticas públicas de saúde.

Espaço Avançar 

Na última sexta-feira (17), aproximadamente 50 crianças com autismo atendidas pelo Espaço Avançar, puderem retirar brinquedos no Drive Thru da Alegria – Especial de natal. Além disso, foram arrecadados mais 130 brinquedos, que serão doados em janeiro no retorno das terapias.

O Espaço Avançar assegura um novo modelo para atendimento integrado e multidisciplinar aos autistas do município. Trata-se de uma ação que envolve as Secretarias de Assistência Social, Cultura, Educação, Esportes e Saúde, na qual a Secretaria Municipal de Assistência Social disponibiliza um profissional de serviço social e oficineiros, para a realização de oficina de artesanato, oficina de psicomotricidade nas atividades de vida diária, oficina de socialização e oficina de potencialização.

Saúde em Números

Atualmente, Indaiatuba possuí 276 médicos na Rede SUS, 216 técnicos de enfermagem, 19 auxiliares de enfermagem, 126 agentes de controle de endemias, 19 fisioterapeutas, 12 assistentes sociais na área da saúde, 5 nutricionistas, 114 enfermeiros, 25 psicólogos, 17 farmacêuticos e 46 dentistas.

Este ano foram contabilizadas 140.957 consultas com médicos nas UBS do município, 262.707 consultas e procedimentos com enfermeiros, 374.910 consultas e procedimentos com técnicos de enfermagem, 3.071 endoscopias, 2.557 ações de prevenção em Saúde Bucal, 63.907 radiologias, 2.044 ressonâncias magnéticas, 3.459 tomografias, 30.979 ultra-sonografias, 24.702 eletrocardiogramas, 1.013.137 exames laboratoriais, 3.643 mamografias e mais 141.816 ações de prevenção em Saúde.

Somente neste ano, 146.629 pacientes foram atendidos na UPA-24h, 924.556 procedimentos e consultas em pronto socorro da UPA-24h e Haoc foram registrados, 452.073 procedimentos na atenção básica, 14.642 tratamentos em nefrologia foram feitos, 1.730 testes de HPV, 7.472 visitas domiciliares de agentes comunitários da saúde. A produção ambulatorial segundo SAI e ESus, em 2021, em Indaiatuba, foi de 2.876.492 procedimentos.

As ações contabilizadas do Departamento de Vigilância Epidemiológica abrangem: cobertura vacinal; coordenação das campanhas nacionais de vacinação; realização de treinamentos e capacitações para empresas, serviços de saúde e profissionais de saúde; investigação de óbitos; agravos e doenças de notificação compulsória; entre outras ações administrativas. Até dezembro deste ano o departamento contabilizou 38.950 vacinas aplicadas contra a influenza no município.

A Vigilância Sanitária é responsável pelo controle de bens de consumo que, diretamente, se relacionem com saúde, compreendidas todas as etapas e processos da produção ao consumo. Em 2021 o setor executou 78.000 procedimentos.

No mesmo período deste ano foram registradas no Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc) 1.414 cirurgias eletivas, uma alta de 30% em relação ao ano passado, 8.357 cirurgias de urgência também no Haoc e mais 1.053 cirurgias eletivas no Hospital Dia, um aumento de 135% comparado a 2020. O aumento nas cirurgias do Hospital Dia se deu principalmente pela ampliação do Centro Cirúrgico, entregue na última sexta-feira (17), custeado pela Prefeitura em parceria com a Associação dos Contabilistas de Indaiatuba (Aesci).

O Centro Cirúrgico Pedro Maschietto Filho, foi denominado através de Lei Nº 7.346, de 24 de abril de 2020 de autoria do vereador licenciado e secretário de Assistência Social, Hélio Alves Ribeiro.

Conforme projeto da Secretaria de Planejamento Urbano e Engenharia, toda a área do Centro Cirúrgico foi reformulada para acrescentar uma nova sala de cirurgia. Agora, a ala conta com nova área de espera pré-operatório separado por sexo e com sanitários masculino e feminino para dar mais privacidade e conforto aos pacientes. O mesmo foi feito com o pós-operatório, que também está separado por sexo, com sanitários, inclusive para pessoas com deficiência.

Para viabilizar a reforma e ampliação do Centro Cirúrgico o projeto incluiu a construção de novos vestiários para funcionários, para liberar a área dos antigos.

Com a finalização da obra, o Centro Cirúrgico Pedro Maschietto Filho, atenderá até 600 pacientes por mês, 100% a mais do que realizava anteriormente, quando atendia 300. São três salas de cirurgias completas, além de reestruturação do quadro médico e de enfermagem para atender a população.

Na Odontologia são realizados tratamento com restaurações, tratamento periodontal (gengiva), urgências odontológicas e exodontias simples. As ações do setor também envolvem a prevenção com escovação supervisionada nas Escolas Municipais, em 2021 o setor realizou 2.557 ações de prevenção em saúde bucal.

O Projeto 100% Saúde é vinculado à Secretaria de Saúde e incentiva a redução de peso por meio da mudança de hábitos alimentares e estilo de vida. Em 2020 e 2021, o projeto foi afetado diretamente devido a Pandemia, mas desde seu início atendeu cerca de 5.700 pessoas que eliminaram juntas mais de 10 toneladas em peso.

O Derefim (Departamento de Reabilitação Física e Mental) realiza tratamento nas áreas de reabilitação física, auditiva e intelectual. No local há consultas nas especialidades: Fonoaudiologia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Psicologia, Psico-Pedagogia, Serviço Social e Visitas Domiciliares. Em 2021 foram entregues 966 órteses; próteses; cadeiras de rodas e aparelhos auditivos.

A assistência farmacêutica da orientação e distribuição de medicação para os usuários SUS e faz avaliação de processos de compra de medicamentos. A Prefeitura possui a Farmácia Unificada da Morada do Sol; a Farmácia Unificada da Rua Regente Feijó; a Farmácia Judicial; a Farmácia de Alto Custo e outras unidades farmacêuticas em Unidades de Saúde e UPA-24h. Apenas em 2021 até o início de dezembro foram contabilizados 55.192 atendimentos da Farmácia da Morada do Sol, o total de doses dispensadas nessa Unidade foi de 7.946.605 em 2021 e o valor dispensado no período foi de R$ 5.638.059,48.

Na Farmácia Unificada foram 86.040 atendimentos até dezembro. O total de doses dispensadas nessa Unidade foi de 8.645.108 em 2021 e o valor investido foi de R$ 7.214.545,57. Na Farmácia Judicial este ano foram 38.903 atendimento, um aumento de 427% em relação ao ano passado, quando na ocasião foi registrado 7.377 atendimentos. Na Farmácia de Alto Custo os atendimentos seguiram a média nos últimos anos, 31.430 pessoas foram atendidas, em 2020, 32.539.

A gestão do prefeito, Nilson Gaspar (MDB), também investiu em educação em saúde. A integração de ensino e serviço se fortaleceu como estratégia de educação na área de saúde contribuindo para processos de melhoria da formação profissional e das práticas em saúde através de parcerias com o Grupo UniEduK e sua faculdade de medicina, enfermagem, fisioterapia e educação física, além do programa de residência médica nas especialidades de: clínica médica, cirurgia, oftalmologia, psiquiatria, neonatologia, pediatria, ginecologia e obstetrícia, urgência, emergência e UTI.

Outro serviço direcionado para o público feminino é o Programa Indaiatubano para Redução da Gravidez na Adolescência. O objetivo do Programa é iniciar a inserção de contraceptivo de longa duração reversível LARC (Long-Acting Reversible Contraception), o DIU hormonal (sistema intrauterino hormonal com levonorgestrel) em adolescentes de 14 a 19 anos.

O Dia Mundial da Luta Contra a Aids é reconhecido internacionalmente em 1º de dezembro e este ano, a Secretaria de Saúde participou da 14ª Campanha Fique Sabendo 2021 – Tome uma atitude: Troque preconceito por respeito, onde realizou a testagem de HIV e sífilis em todo público que passou pelo Boulevard da Cecap. Durante o horário da ação foram testados 135 pessoas, das quais 5 testaram positivo para sífilis, imediatamente foram encaminhadas para o tratamento na Rede Municipal de Saúde.

 

Galeria de mídia

  • Só em 2021 foram investidos R$ 32.113.453,69 até 20 de novembro com as ações contra o Coronavírus

    Só em 2021 foram investidos R$ 32.113.453,69 até 20 de novembro com as ações contra o Coronavírus
    Foto: Eliandro Figueira - RIC/PMI



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar

Frutos de Indaiá

O Troféu Frutos de Indaiá tem o significado de sucesso e vitória. Uma premiação pelo esforço contínuo e coletivo em direção à excelência.

Confira como foi o Frutos de Indaiá 2021.

COMPARTILHE