21 de Outubro de 2019
Central de Relacionamento

Publicitário produz curta-metragem para crianças

“Sem Pressa para Viver” visa o diálogo com crianças sobre perda e luto

 Publicado em  11/07/2019 às 16h00  Brasil  Cidades


Foto: Reprodução

Perder um ente querido gera tristeza, mudanças e adaptações na vida, por isso é importante encontrar formas eficazes para ajudar a enfrentar o processo de luto da maneira menos traumática possível. Pensando nisso, o publicitário Irineu Villanoeva Junior, após perder em 2015 seu pai e sobrinho, criou o movimento “Sem Pressa para Viver” (#sempressaprviver), que tem como propósito abrir o diálogo sobre perdas, morte e luto.

Após se aprofundar no assunto, em parceria com as psicólogas Valeria Tinoco e Luciana Mazorra, autoras do livro infantil “O dia em que passarinho não cantou”, Irineu transformou a obra em um curta-metragem em animação para auxiliar pais, educadores e psicoterapeutas a abrirem o diálogo com crianças sobre o tema. Essa é a primeira ação do movimento #sempressapraviver.

Não se deve esconder nem limitar informações sobre a morte para a criança e não se deve ser explicada por meio de metáforas, como a famosa “virou estrelinha”. Ela deve ser preparada para este aspecto da vida, para que possa adquirir as competências necessárias à superação dos sentimentos de perda e luto futuros”, diz Irineu.

O lançamento do curta acontecerá no 2º Congresso Luso-Brasileiro sobre o Luto, na PUC - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, entre os dias 22 a 24 de julho. A organização do evento é do Laboratório de Estudos e Intervenções sobre o Luto (LELu, pós em Psicologia Clínica).

Acesse o teaser do curta “O dia em que o passarinho não cantou”: sempressapraviver.com.br.

Galeria de mídia


  • Foto: Reprodução



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar
Frutos de Indaiá

Conheça o maior evento de premiação de Indaiatuba.

Frutos de Indaiá