02 de Jul de 2022
Central de Relacionamento

Primeiro ano da gestão de Pepo Lepinsk é marcado pelo enxugamento de gastos

Presidente comandou redução de R$ 1 milhão no orçamento a partir de ações de adaptação por causa da pandemia

 Publicado em  10/12/2021 às 14h13  Indaiatuba  Política


  O destaque positivo é que a Câmara se tornou mais produtiva com as providências restritivas

O destaque positivo é que a Câmara se tornou mais produtiva com as providências restritivas
Foto: Assessoria/Câmara de Indaiatuba

Eloy de Oliveira
redacao@maisexpressao.com.br

Pepo Lepinsk (MDB) encerrou o primeiro ano como presidente da Câmara de Indaiatuba com uma economia de recursos da ordem de R$ 1 milhão e o título de Câmara mais econômica entre as cidades da Região Metropolitana de Campinas.

A economia é resultado de diversas ações internas visando a adaptação do prédio do Legislativo e dos funcionários para o enfrentamento da pandemia da Covid, que impôs medidas severas, como a suspensão de público e de sessões presenciais.

O destaque positivo é que a Câmara se tornou mais produtiva com as providências restritivas. Segundo Pepo, em vez de o clima da pandemia abater os funcionários, despertou neles mais criatividade e mais disposição para enfrentar as dificuldades.

No Estado

Não foi só na Região Metropolitana de Campinas que Indaiatuba foi uma das mais econômicas. O desempenho em relação às cidades com populações entre 200 mil e 300 mil habitantes no Estado de São Paulo foi ainda melhor: ela ficou em 2º lugar.

A pesquisa é do Tribunal de Contas do Estado e levou em conta o gasto médio de recursos públicos pelas Câmaras de Vereadores paulistas. A performance foi calculada a partir do gasto anual do Legislativo dividido pela população.

Por esse critério, o gasto registrado pela Câmara de Indaiatuba foi de R$ 48,65 por habitante, valor que só perde para a cidade de Presidente Prudente, em termos comparativos, entre os municípios com população de 200 mil e 300 mil habitantes.

Já na comparação com os 645 municípios de São Paulo, independentemente da população, a Câmara de Indaiatuba conquistou a 42ª posição, ficando à frente de grandes municípios proporcionalmente à população de cada um dos analisados.

“Mesmo com os problemas impostos pela pandemia, o volume de trabalho administrativo e legislativo só cresceu, mas fizemos contenções e adotamos sessões remotas e o teletrabalho com recursos e servidores próprios”, disse o presidente.

Outra ajuda

Além da economia de recursos do orçamento, dinheiro que volta para a Prefeitura, a Câmara ajudou a administração Nilson Gaspar (MDB) com outras medidas. Por exemplo, os vereadores doaram ao governo municipal um veículo Toyota Corolla.

O carro é ano 2014/2015 e ficou sem uso pelos vereadores desde que houve a troca por outro veículo melhor. Com a doação, ele foi repassado para a Secretaria de Segurança Pública do município para ajudar nos serviços de segurança da cidade.

Junto com o carro, os vereadores repassaram neste ano também à Prefeitura mais de 200 equipamentos e utensílios, que foram abandonados após processos de renovação e de modernização da Câmara, mas que ainda estavam em bom estado.

São eles: 38 microcomputadores, um ar-condicionado, um refrigerador, dois televisores, quatro DVDs, 16 aparelhos de telefonia, 10 impressoras desk-jets, um vídeo-cassete, duas calculadoras, 12 mesas e ainda mais 40 poltronas e 47 cadeiras.

Oposição

No primeiro ano de gestão sob o comando de Pepo Lepinsk, a Câmara conseguiu estabelecer uma convivência pacífica com a oposição, que é formada atualmente por apenas dois vereadores: Ricardo França e Ana Maria dos Santos, ambos do Podemos.

“Não tenho queixas do presidente. Ele procura conversar. Nós também não fazemos oposição por oposição. O que é bom para a cidade, votamos junto com a situação. O que não é somos contra”, disse França ao “Gente de Expressão”.

A exemplo do presidente, os vereadores da oposição procuram conversar com a situação, com o presidente e com o prefeito para tentar viabilizar as suas propostas, já que elas dependem da aprovação da Câmara e da boa vontade do prefeito.

Galeria de mídia

  •   O destaque positivo é que a Câmara se tornou mais produtiva com as providências restritivas

    O destaque positivo é que a Câmara se tornou mais produtiva com as providências restritivas
    Foto: Assessoria/Câmara de Indaiatuba



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar

Frutos de Indaiá

O Troféu Frutos de Indaiá tem o significado de sucesso e vitória. Uma premiação pelo esforço contínuo e coletivo em direção à excelência.

Confira como foi o Frutos de Indaiá 2021.

COMPARTILHE