13 de Ago de 2022
Central de Relacionamento

Prefeitura decide manter opcional uso de máscaras para os locais fechados

Sugestão do governo de São Paulo acontece em meio a uma alta de internações por Covid-19

 Publicado em  03/06/2022 às 11h46  Indaiatuba  Saúde


O uso de máscaras continua sendo fundamental para a contenção e controle do coronavírus

O uso de máscaras continua sendo fundamental para a contenção e controle do coronavírus
Foto: Pixabay

DENISE KATAHIRA

denisekatahira@maisexpressao.com.br

 

Até o encerramento desta edição, a Prefeitura de Indaiatuba tinha optado por manter o uso opcional de máscaras em locais fechados.

A administração informou ao Mais Expressão que a cidade segue os decretos do governo do Estado de São Paulo desde o início da pandemia. “Portanto, se houver um entendimento neste sentido, vamos seguir”.

Mas, para a Prefeitura, ainda não há uma decisão para retomar a obrigatoriedade de uso da máscara. Porém enfatiza que essa decisão pode ser revista a qualquer momento.

Em Indaiatuba segue obrigatório ainda o uso de máscaras no transporte público e nas unidades médico-hospitalares e opcional em ambientes abertos e fechados, como escritórios, comércios, salas de aula, academias, entre outros.

Locais fechados

O Comitê de Medidas de Vigilância em Saúde do Governo de São Paulo sugeriu na terça-feira (31) que as pessoas voltem a usar máscaras em locais fechados. A sugestão foi acatada pelo governo de São Paulo em meio a uma alta de 120% de internações por Covid-19 no Estado.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchtey, em entrevista nesta terça-feira, as prefeituras das cidades paulistas devem decidir se sugerem ou não a volta do uso de máscaras em locais fechados.

“Cada cidade decide se irá transformar essa recomendação em uma determinação por meio de um decreto”, informou o secretário.

Ainda na entrevista, Gorinchtey disse que a gestão estadual não irá decretar a volta do uso obrigatório de máscaras.

Número de internações está dentro da média

O Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc) informou que, atualmente, a ala Covid-19 mantêm uma média de ocupação abaixo de 10 leitos em UTI, sendo que em maio, até quinta-feira (2), houve a ocupação de 8 leitos. Já na enfermaria são ocupados em média 20 leitos e neste mês até quinta 14 pacientes foram internados.

Os dados também mostram que o último óbito de paciente com resultado de exame positivo para Covid-19 ocorreu em 24 de março de 2022.

Ainda segundo o Haoc, o máximo de leitos ocupados foi em junho de 2021, com 24 em UTI e 60 em enfermaria, sendo que por um período houve pacientes em outros setores (emergência, por exemplo) aguardando vaga nos setores respiratórios.

Desde o início da pandemia, o número de pacientes internados no Haoc com Covid-19 positivo foi de 2.086. Deste total, 577 foram a óbito, sendo 537 óbitos de residentes e 1.408 são considerados curados.

 

Cidade registra alta discreta nos casos

A Secretaria de Saúde de Indaiatuba informou que, em uma semana, houve variação de 0,6% de casos da doença. Apesar da crescente, desde janeiro o munícipio tem apresentado queda no número de casos positivos para o coronavírus.

De acordo com os dados da pasta, em dezembro de 2021 foram 155 casos. Já em janeiro deste ano foram registrados 10.894; em fevereiro, 7.254; março registrou 3.331; abril houve 1.094 casos da doença; e em maio (até o dia 26) fo-ram registrados 1.027 casos positivos para Covid-19. (DK).

 

 

 

Galeria de mídia

  • O uso de máscaras continua sendo fundamental para a contenção e controle do coronavírus

    O uso de máscaras continua sendo fundamental para a contenção e controle do coronavírus
    Foto: Pixabay



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar

Frutos de Indaiá

O Troféu Frutos de Indaiá tem o significado de sucesso e vitória. Uma premiação pelo esforço contínuo e coletivo em direção à excelência.

Confira como foi o Frutos de Indaiá 2021.

COMPARTILHE