08 de Ago de 2022
Central de Relacionamento

População reivindica retorno das sessões presenciais da Câmara de Vereadores

Prédio está fechado para o público desde janeiro deste ano; reformas e Covid motivaram suspensão

 Publicado em  17/06/2022 às 09h49  Indaiatuba  Política


Plenário está em fase final de reforma e será reinaugurado no começo de julho

Plenário está em fase final de reforma e será reinaugurado no começo de julho
Foto: Divulgação/Departamento de Comunicação da Câmara de Indaiatuba

Lucas Mantovani

lucasmantovani@maisexpressao.com.br

Durante a 16ª sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Indaiatuba, realizada mais uma vez por teleconferência, alguns moradores da cidade se manifestaram de forma online solicitando o retorno das reuniões presenciais. O perfil oficial da Câmara, ao responder às solicitações, informou que o plenário deve voltar a funcionar presencialmente a partir de 1º de julho.

Ao final da sessão, o presidente da Câmara, Pepo Lepinsk (MDB), comentou a manifestação: “Não tem como realizar as sessões presenciais, porém, os gabinetes continuam funcionando. Vocês podem marcar direto no gabinete com os vereadores, todos serão solícitos”, comentou.

A Câmara está fechada para o público desde o dia 25 de janeiro deste ano. Inicialmente foi fechada para reformas estruturais em todo o seu entorno, sendo a primeira vez que uma reforma dessa envergadura ocorre desde 1983, quando o prédio foi construído. Em meio a toda a poeira da construção, o local passa também por modificações com o intuito de melhorar a acessibilidade para pessoas com deficiência (PCD). A Covid também levou ao fechamento.

Apontamentos

O estopim para o início das reformas foram os sucessivos apontamentos do Corpo de Bombeiros para adequações de segurança mais atuais. De acordo com o Departamento de Comunicação da Câmara, verificou-se a necessidade de fazer adequações de segurança que atendam às normas técnicas que surgiram nesse período”.

Para tais adequações, a reforma na parte estrutural trabalha na correção de rachaduras e trincas, a pintura de todas as repartições, a revitalização dos dois plenários e a unificação das recepções, além da construção de uma passarela que ligará o prédio dos gabinetes ao plenário. 

Aproveitando o fechamento para os reparos de segurança, Pepo Lepinsk também decidiu realizar modificações para implementar uma melhor acessibilidade, fato que segundo a Comunicação da Câmara já o havia incomodado desde a sua posse como presidente, em 1º de janeiro de 2021, oportunidade na qual alguns convidados tiveram dificuldade de circulação.

Acessibilidade

As mudanças na parte de acessibilidade passam ainda pela instalação de mais um elevador e de rampas/plataformas elevatórias. Destaca-se também a readequação das calçadas e instalação de mapa tátil. No plenário, principal espaço para as realizações da sessão, serão instaladas cadeiras especiais para obesos e deficientes. “Estamos fazendo uma reforma que já deveria ter sido feita. O prédio da Câmara é de 1983 e nunca foi reformado amplamente assim. Estamos garantindo o acesso dos deficientes físicos, que estavam excluídos, embora sejam cidadãos como todos os outros da nossa cidade”, comentou o presidente do Legislativo.

De acordo com o Departamento de Comunicação da Câmara, a obra está inicialmente orçada em R$ 836 mil. Ao ser perguntada sobre alterações nos valores das obras, o departamento se limitou a informar que “eventuais aditamentos, quando e se necessários, serão oportunamente divulgados na Imprensa Oficial”.

Plenário aprova diretrizes definidas pela Prefeitura

Todos os 12 vereadores, incluindo o presidente da Câmara de Indaiatuba, aprovaram a proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) encaminhada pela Prefeitura. O texto aceito servirá de base para a elaboração do orçamento de 2023, definindo as receitas e despesas.

A partir da LDO o governo municipal prevê um orçamento bilionário para o ano que vem, de R$ 1,702 bilhão para ser mais exato. Desse valor, a Prefeitura deve obrigatoriamente investir no mínimo 25% em educação e 15% em saúde, obrigações que são constitucionais. Outros 0,5% do orçamento, cerca de R$ 7 milhões, ficarão na Reserva Constitucional do município, que serve para gastos em situações eventuais.

Um ponto de preocupação orçamentário, o Serviço de Previdência e Assistência Social de Indaiatuba (Seprev) teve aumento entre os anos de 2020 e 2021, passando R$ 1,484 bilhão para R$ 1,9 bilhão.

O documento formulado pela Secretaria de Fazenda contém uma estimativa pessimista em relação ao crescimento do país, muito por conta da crise financeira, social e da guerra na Ucrânia. “Em 2023, a projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) está entre 1,3% e 1,5%”. O valor, no entanto, pode ser revisto, como aconteceu com a expectativa do PIB para o ano vigente, que ficou entre 0,3% e 0,5%.

O cenário paulista, alerta o documento, também não é dos mais otimistas. De acordo com o estudo, há real possibilidade de queda na produção das indústrias no Estado, visto que a demanda está menor e há crises na cadeia de fornecimento internacional, acarretando aumento no custo de produção.

Junto a essas condições de produção, a taxa de juros voltou a aumentar e já está na casa dos 11,75%, com previsão de chegar a 13% no final do ano. Em caso de aumento da taxa, os empréstimos ficam ainda mais caros.

Moção destaca mil edições do Mais Expressão

O vereador Professor Sérgio (MDB) apresentou ao plenário, na última sessão da Câmara de Indaiatuba, uma moção de congratulações para homenagear as mil edições alcançadas pelo jornal Mais Expressão, hoje o mais antigo em circulação na cidade, com 20 anos de existência.

“Não é fácil manter uma empresa por 20 anos, ainda mais com pandemia e tudo o que aconteceu. O Grupo Mais Expressão está de parabéns”, comentou o vereador durante a sessão, reforçando que o jornal prestou relevantes serviços nesse período, “levando um jornalismo sério e de qualidade para Indaiatuba e região”.

Ainda nas justificativas para a moção, o vereador disse que o jornal é um dos únicos que sobreviveu às crises econômicas sofridas pelo país nos últimos anos, por isso, diante da sua milésima edição, “o Mais Expressão só tem o que comemorar”, comentou.

 Prof. Sérgio também fez questão de lembrar o pioneirismo do Grupo Mais Expressão, responsável por lançar, há mais de 15 anos, o primeiro portal online dedicado à cobertura das notícias de Indaiatuba. O site contabilizou em 2021 quase 1 milhão de visualizações, com exatos 972.292 acessos, 214.789 (+28,35%) a mais que o número registrado em 2020. Já o número de usuários no portal saltou 14,67% no comparativo entre 2021 e 2020.

Em nome do Grupo Mais Expressão, o diretor geral Alan De Santi se disse muito honrado. “Recebemos com muita alegria essa indicação, que comprava que estamos no caminho certo. O nosso objetivo sempre foi levar a melhor informação aos moradores”, comentou

Galeria de mídia

  • Plenário está em fase final de reforma e será reinaugurado no começo de julho

    Plenário está em fase final de reforma e será reinaugurado no começo de julho
    Foto: Divulgação/Departamento de Comunicação da Câmara de Indaiatuba

  • O vereador Professor Sérgio, autor da moção de congratulações pelas mil edições do Mais Expressão

    O vereador Professor Sérgio, autor da moção de congratulações pelas mil edições do Mais Expressão
    Foto: Divulgação



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar

Frutos de Indaiá

O Troféu Frutos de Indaiá tem o significado de sucesso e vitória. Uma premiação pelo esforço contínuo e coletivo em direção à excelência.

Confira como foi o Frutos de Indaiá 2021.

COMPARTILHE