23 de Out de 2021
Central de Relacionamento

Má qualidade da gasolina piora crise gerada pelo aumento nos preços dos combustíveis

Para mecânicos, consumidor agrava sua situação ao procurar promoções de postos achando que vai economizar

 Publicado em  03/09/2021 às 11h38  Indaiatuba  Economia


 A adulteração do combustível desregula o motor completamente, e ainda pode causar a perda

A adulteração do combustível desregula o motor completamente, e ainda pode causar a perda
Foto: Arquivo/Agência Brasil

Eloy de Oliveira
maisexpressao@maisexpressao.com.br

A elevação do preço da gasolina pela 20ª vez em meados de agosto último, uma alta de 51% em relação a 2020, esquentou a cabeça dos donos de veículos de Indaiatuba para buscar uma economia maior no consumo, mas mecânicos alertam que correr atrás de promoções pode levar a mais prejuízos.

“É sempre assim quando a gasolina sobe demais: os donos de veículos fazem fila em postos que vendem mais barato. É uma ilusão. A gasolina nesses lugares vem adulterada com até 30% de substâncias estranhas, como solventes, que prejudicam o motor”, diz Michel Marchioli Miguel, do Centro Automotivo 9 de Julho.

Ele afirma que a adulteração do combustível desregula o motor completamente, porque a queima da gasolina não ocorre no ponto correto. A desregulagem leva o veículo a gastar mais do que antes e ainda pode chegar a um processo de perda do motor, por causa da corrosão interna e da borra que gera no sistema.

Manutenção

Reinilton Gonçalves dos Santos, da RDJ Manutenção Automotiva, diz que a melhor forma para o consumidor reduzir os gastos é fazer a manutenção preventiva do veículo sempre, trocando peças gastas importantes, cuidando da lubrificação e dos fluidos de refrigeração, além da pressão dos pneus.

“Pode não parecer, mas a calibragem adequada dos pneus pode reduzir o consumo em 10% pelo menos”, diz Anderson Matos, da Oficina Dois Irmãos. Além da regulagem da pressão de ar, que economiza também a borracha, essa operação no motor corta mais 20%, diz João Soares Matias, da Oficina da Vila.

Para Michel Marchioli Miguel, que tem um irmão que gerencia o Space Car, Centro Automotivo & Reformadora de Rodas, o cuidado com os pneus é fundamental, mas ele ainda é mais crítico com o combustível e diz que o álcool pode ser melhor, porque não permite a mistura de tantas substâncias que destroem o motor.

Gás é opção

O gerente de Comércio e GNV da Comgás, Guilherme Santana, afirma que o uso do gás como combustível é uma opção mais econômica para quem roda muito, uma redução de custo da ordem de até 60% em relação aos outros combustíveis, o que pode representar R$ 1 mil por mês no gasto com abastecimento.

Na bomba, o GNV sai por R$ 3,15 em média por metro cúbico, quase a metade do custo da gasolina. Santana afirma que o motorista que abastece R$ 30 em GNV roda cerca de 140 km. Já com álcool e gasolina vai gastar R$ 77 e R$ 82,60 para percorrer a mesma distância, respectivamente. “O que é significativo”, diz.

Os mecânicos ouvidos pelo Mais Expressão são mais cautelosos. Para eles, gastar R$ 3 mil para implantar um kit gás e depois não recuperar é muito comum, diz Marcelo Alves dos Santos, da Oficina do bairro Chácaras Alvoradas. Já Michel Miguel fala ainda da inspeção veicular anual, que tem taxa salgada.

Galeria de mídia

  •  A adulteração do combustível desregula o motor completamente, e ainda pode causar a perda

    A adulteração do combustível desregula o motor completamente, e ainda pode causar a perda
    Foto: Arquivo/Agência Brasil



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar

Frutos de Indaiá

O Troféu Frutos de Indaiá tem o significado de sucesso e vitória. Uma premiação pelo esforço contínuo e coletivo em direção à excelência.

06 NOV 2021, Clube 9 - Indaiatuba

COMPARTILHE