04 de Julho de 2020
Central de Relacionamento

Indicadores da atividade industrial têm queda em abril

Vendas reais recuaram 20,1%, e as horas trabalhadas na produção caíram 16%

 Publicado em  02/06/2020 às 11h27  Estado SP  Economia


Da Redação

maisexpressao@maisexpressao.com.br

A indústria paulista mostrou retração em todos os seus indicadores em abril. O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) caiu 4 pontos percentuais, de 74,7% em março para 70,7% no mês. As Vendas Reais recuaram 20,1%, o item Horas Trabalhadas na Produção apresentou queda de 16% e os Salários Reais Médios, redução de 8,5%. Todos os dados com ajuste sazonal.
 
Os componentes da atividade industrial paulista acumulam expressivas retrações no bimestre de março, quando começou a pandemia, e de abril de 2020. Vendas Reais (-24,2%), Horas Trabalhadas na Produção (-20,1%), Salários Reais Médios (-9%). Com isso, o NUCI caiu 5 pontos percentuais e está 8,8 pontos percentuais abaixo da média histórica.
 
Os dados são do Levantamento de Conjuntura divulgados nesta terça-feira (2), pela Federação e pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), e revelam ainda que, para maio, o Sensor indica manutenção do quadro adverso, com forte piora na atividade industrial do estado, ao fechar em 40,7 pontos (abaixo de 50,0 pontos indica queda).
 
Todos os componentes do indicador seguiram este mesmo movimento de retração: Investimentos (31,1 pontos), Vendas (39,5 pontos), Mercado (41,9 pontos), Emprego (45,5 pontos) e Estoques acima do desejado (45,8 pontos).

Galeria de mídia

Não há fotos e vídeos disponíveis.



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar
Frutos de Indaiá

Conheça o maior evento de premiação de Indaiatuba.

Frutos de Indaiá