28 de Maio de 2022
Central de Relacionamento

Indaiatuba promove projeto com adolescentes portadores de diabetes

Ação ocorre no Ambulatório de Especialidades da Criança e da Mulher

 Publicado em  20/12/2021 às 20h57  Indaiatuba  Saúde


Jovens de 12 a 16 anos que passaram por triagem pela Rede continuarão com as atividades em 2022

Jovens de 12 a 16 anos que passaram por triagem pela Rede continuarão com as atividades em 2022
Foto: Divulgação-RIC/PMI

Da redação 

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou uma série de encontros realizados no Ambulatório de Especialidades da Criança e da Mulher com jovens de 12 a 16 anos, portadores de diabetes do município. O primeiro ciclo de atividades contou com oito encontros do Grupo Autocuidado e Qualidade de Vida de Adolescentes com Diabetes Mellitus.

Além das rodas de conversa, os adolescentes participaram de um passeio cultural no Museu Municipal Antônio Reginaldo Geiss, antigo Casarão do Pau Preto. A visita foi conduzida pela historiadora Thais Svicero. No local, os jovens puderam conhecer a Gibiteca, a história do local e da cidade, contribuindo para a inserção social, identidade e sentimento de pertencimento. Ainda nesse passeio, como um dispositivo de cuidado em saúde mental, os adolescentes realizaram uma atividade em uma oficina de fotografia, com o objetivo de valorizar, por meio das imagens, a expressão de novos olhares e perspectivas de vida.

Outras atividades foram desenvolvidas com o apoio da UniEduK, como oficinas de culinária, sob responsabilidade da nutricionista e professora, Ana Laura Prado, juntamente de cinco acadêmicas da instituição de ensino. Os adolescentes puderam colocar a mão na massa no preparo das receitas adaptadas propostas pela equipe, seguido pelo momento de degustação. A atividade tem o objetivo de aprimorar a maneira como os adolescentes podem se relacionar com os alimentos, de forma nutritiva, com segurança e com muito sabor.

Durante as rodas de conversas, as ações culturais e culinárias vêm tendo um impacto positivo nos diversos contextos de vida desses adolescentes com melhora, inclusive, no controle da glicemia, conforme percepção da médica endocrinologista, Carolina dos Santos, que encaminha os pacientes ao grupo, com o apoio da Equipe de Enfermagem da Pediatria da Rede Básica de Saúde do município.

Um segundo ciclo de atividades já estão programado para 2022 e contará com encontros também para familiares. As idealizadoras do projeto, a enfermeira, Hindira Barbosa, e a psicóloga, Manoela Piccirilli, destacaram que as parcerias firmadas com o Grupo UniEduK e a Secretaria Municipal de Cultura, foram fundamentais para garantir lazer e cultura na promoção da saúde desses adolescentes. “A articulação interprofissional e intersetorial são importantes caminhos para qualificar o processo de trabalho e o cuidado em saúde no SUS”, comentaram as responsáveis pelo Projeto.

Para ingressar no Programa, o jovem precisa passar em uma unidade básica de saúde e ser direcionado pela Equipe de Enfermagem da Pediatria.

Galeria de mídia

  • Jovens de 12 a 16 anos que passaram por triagem pela Rede continuarão com as atividades em 2022

    Jovens de 12 a 16 anos que passaram por triagem pela Rede continuarão com as atividades em 2022
    Foto: Divulgação-RIC/PMI



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar

Frutos de Indaiá

O Troféu Frutos de Indaiá tem o significado de sucesso e vitória. Uma premiação pelo esforço contínuo e coletivo em direção à excelência.

Confira como foi o Frutos de Indaiá 2021.

COMPARTILHE