30 de Setembro de 2020
Central de Relacionamento

Família busca ajuda para conseguir consulta médica

Mulher de 48 anos tem trombose no fígado e sofre há um ano com a doença

 Publicado em  31/07/2020 às 10h54  Indaiatuba  Cidades


Foto: ARQUIVO PESSOAL

Adriana B. Lourencini

maisexpressao@maisexpressao.com.br

Ivanete Tenório Praça, 48 anos, moradora do Parque São Lourenço, é portadora de trombose no fígado. Por conta disso, ela sofre com acúmulo constante de água no abdômen, o que lhe causa muitas dores e desconforto. Segundo o filho de Ivanete, Michael, em agosto irá completar um ano que a mãe sofre por conta da doença.

O rapaz de 30 anos é frentista, e largou um trabalho em Santa Catarina apenas para cuidar da mãe. “No momento, só minha avó, de 65 anos, e eu tomamos conta dela. Estou desempregado, mas procuro ajudar minha mãe com tudo o que ela precisa”, conta Michael.

“Ela (mãe) tem uma trombose de 15 cm no fígado, e isso faz com que acumule muita água na barriga. Não consegue mais governar as próprias pernas, porque, cada vez que tem de retirar o líquido acumulado, ela fica mais fraca”, emenda.

Michael diz que o problema ocorre há cerca de um ano, e até o momento não conseguiram ajuda para o tratamento de Ivanete, que necessita de intervenção cirúrgica. “Ela já fez um monte de exames, e nos disseram que é provável que ela tenha de fazer um transplante de fígado. Minha mãe era forte, e agora, é só pele e osso, já que cada vez que tira a água abdominal, vai desidratando”, ressalta. “Normalmente, são retirados mais de 10 litros de líquido por vez, e todo dia tem de fazer o procedimento”, emenda.

O rapaz fala que já levou a mãe em alguns médicos, mas aqui na cidade não é possível realizar a cirurgia. “Nos indicaram um médico em São Paulo, que faz a cirurgia, mas, só a consulta custa R$ 900, e não temos esse dinheiro”, lamenta Michael. “O valor da cirurgia não sabemos, porém, houve quem dissesse que seria em torno de R$ 40 mil. De qualquer modo, primeiro ela precisa passar pela consulta, para que o médico explique exatamente como deve ser o tratamento.”

Vaquinha

A família de Ivanete, atualmente, sobrevive da ajuda de parentes e amigos, e com o Auxílio Emergencial do governo federal. “Os laudos médicos feitos aqui só mostram que ela tem trombose e líquido abdominal, mas ninguém explicou exatamente o que devemos fazer”, afirma Michael.

O caso repercutiu nas redes sociais, e Michael também lançou uma vaquinha virtual para conseguir recursos para a mãe. “Peço a quem possa ajudar, acessar o link da vaquinha: http://vaka.me/1234015, e já agradeço, pois, qualquer auxílio será muito bem vindo”, declara.

Galeria de mídia


  • Foto: ARQUIVO PESSOAL



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar
Frutos de Indaiá

Conheça o maior evento de premiação de Indaiatuba.

Frutos de Indaiá

Compartilhe