02 de Jul de 2022
Central de Relacionamento

Estudante de Nova Odessa vai a Rússia para cursar medicina

Eduardo Soares Brito de Jesus embarca no próximo dia 14 de setembro com destino à Universidade Médica Estatal de Kursk

 Publicado em  09/09/2019 às 11h10  Nova Odessa  Educação


Um jovem de Nova Odessa (SP) vai realizar o sonho de se tornar médico, porém em outro continente. Eduardo Soares Brito de Jesus, de 18 anos, embarca no próximo dia 14 de setembro com destino à Rússia. Ele vai estudar na Universidade Médica Estatal de Kursk, considerada uma das melhores do país e líder no ensino em língua inglesa. “Sempre tive o sonho de estudar no exterior e estou tão empolgado com a oportunidade que já até comecei a me dedicar ao aprendizado do russo. Estou há 8 meses fazendo aulas para conseguir me adaptar mais rápido quando chegar lá”, diz.

Para a viagem e a realização do curso em Kursk, Eduardo conta com o apoio da Aliança Russa, representante oficial das universidades russas no Brasil desde 2005. O trabalho da agência consiste na seleção dos candidatos, no processo de orientação da faculdade, no recolhimento da documentação necessária para permanência legal do estudante na Rússia, na obtenção da vaga, inscrição na universidade e na assessoria durante a viagem.

Mesmo com todo o suporte, o estudante não consegue esconder a ansiedade e o friozinho na barriga a poucos dias da viagem. “Bate um nervosismo, é claro. Mas tenho a certeza que vai dar tudo certo e que será uma experiência incrível”, finaliza.

Sistema de ensino

Os alunos que desejam cursar a universidade em Kursk devem estar atentos ao formato do ensino. Bastante diferente do Brasil, a carga horária é muito mais puxada e a metodologia de avaliação tem outro formato. Por lá, os alunos não podem ter faltas ou carregar matérias não concluídas para os próximos semestres.

O sistema de notas vai de 0 a 5, sendo 3 a nota minimamente satisfatória. O estudante que não obtiver o aproveitamento mínimo, deve automaticamente refazer aquela aula até obter a nota necessária. Caso contrário, não estará apto para fazer as avaliações de final de semestre e exames gerais.

A alta qualidade é comprovada pela taxa de alunos brasileiros que são aprovados em sua primeira tentativa no Revalida, Sistema de Revalidação de Diplomas Médicos, para atuar no Brasil. Cerca de 80% dos estudantes obtêm o registro no Conselho Regional de Medicina no mesmo ano em que chegam. O diploma é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde. A Rússia também faz parte do tratado de Bolonha, tendo seu diploma reconhecido em todo o continente europeu.

No total, mais de 100 médicos brasileiros já se graduaram pela Instituição e agora atuam em hospitais e clínicas nos quatro cantos do país. Outros 500 estudam atualmente medicina na Universidade Médica Estatal de Kursk.

Serviço:

Aliança Russa de Ensino Superior

Edif. Prime Office Park

Rua Adib Auada, 35, Sala 113-B, Granja Vianna – Cotia (SP)

Tele: (11) 4551-3836

www.aliancarussa.com.br

Galeria de mídia

Não há fotos e vídeos disponíveis.



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar

Frutos de Indaiá

O Troféu Frutos de Indaiá tem o significado de sucesso e vitória. Uma premiação pelo esforço contínuo e coletivo em direção à excelência.

Confira como foi o Frutos de Indaiá 2021.

COMPARTILHE