23 de Abr de 2021
Central de Relacionamento

Especialista fala sobre a importância da ventilação natural

Arquiteta convidada afirma que pacientes hospitalares se curam mais rápido quando expostos a luz e vento naturais

 Publicado em  25/02/2021 às 21h07  Indaiatuba  Saúde, beleza e bem estar


Arquiteta e Mestre em Engenharia Civil, Raquel Rancura, e o médio intensivista, Dr. Eduardo Santos

Arquiteta e Mestre em Engenharia Civil, Raquel Rancura, e o médio intensivista, Dr. Eduardo Santos
Foto: Reprodução

Bárbara Garcia
rmc@maisexpressao.com.br

Durante o Programa Mais Saúde da quarta-feira passada (17), exibido na página do Facebook do Jornal Mais Expressão, o médico intensivista Dr. Eduardo Santos recebeu como convidada a Arquiteta e Mestre em Engenharia Civil, Raquel Rancura, que abordou a importância da iluminação e ventilação naturais para a Saúde em geral.

A entrevistada afirma que foi por volta dos anos de 1930 que se chegou em um consenso científico de que a luz do sol e ventilação natural tinham comprovadamente funções bactericidas nos ambientes, e desde então os arquitetos começaram a valorizar esse conceito em seus projetos.

O Dr. Eduardo completou dizendo que, nesses 30 anos em que atua como médico pode perceber em sua experiência clínica, a importância da iluminação e ventilação naturais na melhora dos pacientes, principalmente aqueles que necessitam das UTIs(Unidades de Terapia Intensiva).

“Os hospitais mais antigos não davam muito valor para essa questão, mas vejo que nos locais mais modernos a ventilação natural e a luz são bastante presentes”, aponta ele, em que a convidada concorda: “Isso mesmo. Existem estudos recentes nas áreas de Arquitetura e Engenharia Civil que comprovam que os pacientes se curam mais rapidamente quando recebem luz e ventilação adequadas, o que é bom para a pessoa que está em tratamento e para o hospital como instituição”, explica a Raquel, que atualmente atua como docente da graduação em Arquitetura da Unimax, em Indaiatuba.

A professora também afirma que existem regulamentações baseadas no Código Sanitário Estadual que determinam o tamanho correto de janelas e portas de acordo com o uso de cada ambiente: “Tudo depende da utilidade do local, porque o conforto térmico e visual é diferente em uma casa, empresa, hospital e outros”, explica ela.

Raquel também explicou que no Ensino do curso de Arquitetura, ela e os demais professores sempre salientam a importância de que os projetos arquitetônicos consigam ir além da estética, e que possam proporcionar melhor qualidade de vida através de iniciativas funcionais e que proporcionem um conforto maior para quem habitará aquele ambiente. “Hoje em dia já temos alguns itens tecnológicos e inteligentes, que podem ajudar a tornar o ambiente mais saudável, como vidros com películas que filtram a luz solar e até mesmo janelas que detectam pingos de água e se fecham sozinhas em caso de chuva”, conta a arquiteta.

Para acompanhar mais de perto o Programa Mais Saúde, fique ligado na página do Facebook do Jornal Mais Expressão, todas as quartas-feiras às 20h. O Dr. Eduardo Santos sempre traz convidados com visões e conteúdos interessantes sobre Saúde em geral.

Galeria de mídia

  • Arquiteta e Mestre em Engenharia Civil, Raquel Rancura, e o médio intensivista, Dr. Eduardo Santos

    Arquiteta e Mestre em Engenharia Civil, Raquel Rancura, e o médio intensivista, Dr. Eduardo Santos
    Foto: Reprodução



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar

Frutos de Indaiá

O Troféu Frutos de Indaiá tem o significado de sucesso e vitória. Uma premiação pelo esforço contínuo e coletivo em direção à excelência.

13 MAR 2021, Clube 9 - Indaiatuba

COMPARTILHE