05 de Agosto de 2020
Central de Relacionamento

Câmara repassa mais de R$ 100 mil à Prefeitura de Monte Mor

Vereador Murilo Rinaldo votou a favor do projeto que reduziu custos no legislativo

 Publicado em  03/07/2020 às 17h19  Monte Mor  Política


Foto: DIVULGAÇÃO

Adriana B. Lourencini

maisexpressao@maisexpressao.com.br

O vereador Murilo Rinaldo (DEM) votou a favor do projeto de lei (PL) 30/2020, que estabelece a reestruturação do legislativo, garantindo a economia de mais de R$ 100 mil em gastos com pessoal da Câmara municipal de Monte Mor. O dinheiro será destinado à Prefeitura do município, e revertido em cestas básicas para a população carente, além de insumos médicos durante a pandemia do coronavírus.

Rinaldo reassumiu a cadeira de vereador na Câmara, no início de abril. Ele estava licenciado desde fevereiro de 2017, para ocupar o cargo de secretário municipal de Defesa Civil. Nesse período, foi substituído pela vereadora suplente, Andrea Garcia (PDT).

Pré-candidato à prefeito de Monte Mor, Rinaldo se elegeu no município pela primeira vez em 2013. Até 2016, foi o vereador que mais apresentou projetos, ganhando destaque no legislativo, inclusive, na RMC (Região Metropolitana de Campinas). “Em 2016, me reelegi e, no ano seguinte, fui o primeiro vereador a elaborar um projeto que foi aprovado por unanimidade, o que me conferiu outro destaque”, lembra o edil.

Também no segundo mandato, Rinaldo recebeu o convite do prefeito Thiago Assis (MDB) para assumir a frente da Secretaria de Defesa Civil da cidade. Em seu cargo no legislativo, o vereador soma várias iniciativas. “Entre meus projetos, está a lei que obriga todos os cuidadores de crianças da rede municipal de ensino a terem o curso de primeiros socorros. O teste da linguinha em recém-nascidos, o qual detecta possíveis problemas de saúde, também é de minha autoria”, completa Rinaldo.

Filho de João Rinaldo, prefeito de Monte Mor em duas gestões, e de Isilda Rinaldo, primeira mulher a ser presidente da Câmara no município, Murilo Rinaldo tem 37 anos, e se formou, em 2003, em Engenharia Agronômica. Em 2016, foi reeleito com 524 votos, sendo o quinto vereador mais votado.

O projeto

A proposta, de autoria da Mesa Diretora da casa, foi votada pelos vereadores em sessão remota, de urgência especial, na última segunda-feira (29), e obteve nove votos a favor e três contra. A iniciativa contou com apoio de Waltinho Assis (PSL), presidente da casa e coautor do projeto, com Marcos e Neide.

O PL propõe, entre outras mudanças, uma nova forma de remuneração das funções gratificadas como das Comissões e da Escola do Legislativo (compostas por servidores efetivos), e dos fiscais contratuais. Com isso, o pagamento pelos serviços será feito por valor fixo, e não por percentual calculado sobre o vencimento base, como ocorria anteriormente. Com isso, a Câmara irá gerar uma economia nos gastos com pessoal de aproximadamente 35,13%. 

Rinaldo salienta ainda que o foco foi a redução de gastos do legislativo municipal. “Essa economia dos recursos veio na hora certa, e esperamos que o repasse à Prefeitura ocorra o quanto antes, para que se possa investir nas pessoas mais carentes do município”, conclui.

Galeria de mídia


  • Foto: DIVULGAÇÃO



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar
Frutos de Indaiá

Conheça o maior evento de premiação de Indaiatuba.

Frutos de Indaiá

Compartilhe