23 de Jan de 2022
Central de Relacionamento

Presidente da Câmara de Indaiatuba repudia ataques racistas contra vereadora de Campinas

Paolla Miguel (PT) foi chamada de 'preta lixo' durante sessão na última segunda-feira

 Publicado em  10/11/2021 às 12h09  Indaiatuba  Polícia


Vereadora falava sobre a valorização da comunidade negra, quando foi insultada

Vereadora falava sobre a valorização da comunidade negra, quando foi insultada
Foto: Câmara de Campinas

Da redação 
Com informações do G1 Campinas 

A Câmara de Indaiatuba, representada por seu presidente, o vereador Jorge Luis Lepinsk, mais conhecido como Pepo (MDB), repudiou os ataques sofridos pela vereadora de Campinas, Paolla Miguel (PT), durante sessão ordinária na noite desta segunda-feira (8). 

Na ocasião, durante fala de Paolla no Plenário em Campinas, vereadores disseram ter ouvido gritos de: "preta lixo" 

No dia seguinte, Pepo gravou um vídeo em suas redes sociais, prestando todo apoio a vereadora.

"Vereadora, saiba que estamos com você e te dando todo apoio. Exijo e peço, em nome da população de toda região, que o presidente Zé Carlos (presidente da Câmara de Campinas) continue com essa conduta de levar a sério essas investigações, e punir os responsáveis. É inadmissível o que aconteceu na Câmara de Campinas ontem (segunda)", salientou.      

Sobre o caso 

Na noite desta segunda-feira (8), Paolla falava sobre discussões a respeito de racismo e do fundo de valorização da comunidade negra quando populares que acompanhavam a sessão gritaram o xingamento. Vereadores disseram ter ouvido "preta lixo"

Após sofrer ofensa racial durante seu discurso na Câmara Municipal de Campinas (SP), a vereadora registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil na manhã desta terça-feira (9). O caso já era apurado pelos parlamentares e agora será investigado como injúria racial.

"Na hora que eu recebi o vídeo, dá para ouvir nitidamente gritando 'preta lixo'. Não dá para deixar que isso simplesmente passe. A gente precisa buscar os autores. A gente precisa que as pessoas entendam que isso é um crime. Que isso não é liberdade de expressão, como foi dito lá. Isso é um crime".

No 1º Distrito Policial de Campinas, na região central, a vereadora reuniu testemunhas do caso durante o registro do crime. Ela já prestou depoimento. As demais pessoas, no entanto, serão ouvidas somente ao longo das investigações pelo delegado responsável.

Paolla também entregou à Polícia Civil as imagens gravadas pela TV Câmara e por pessoas no local com celulares para auxiliar na identificação de suspeitos.

"Tem vídeos de vários ângulos para a gente conseguir fazer esse cruzamento de imagens, de vozes também, tem imagens da segurança da Câmara, que a gente também vai juntar posteriormente ao boletim de ocorrência", afirmou.

Sessão suspensa

Durante os gritos de populares, a vereadora chegou a se desconcentrar durante a fala, o presidente da Câmara suspendeu a sessão e colegas vereadores também se posicionaram contra a xingamento racial.

"Na hora que você sobe na tribuna, você se prepara, você fica ali e tem segurança do que você está falando. E na hora que você começa a ouvir esse tipo de coisa, começa a bater uma insegurança. Mas, temos que levantar a cabeça e seguir em frente", disse Paolla logo após a sessão.

O presidente do Legislativo, vereador Zé Carlos (PSB), solicitou que as imagens gravadas da sessão pela TV Câmara sejam analisadas, com objetivo de tentar identificar quem fez a ofensa. A Guarda Municipal foi acionada, mas ninguém foi detido. Até o momento, não há novidades sobre essa apuração da Casa.

"Alguém na plateia disse uma besteira. Nós estamos gravando a sessão. Nós vamos buscar as imagens, e quem falou vai pagar [...] Já vieram três vereadores falar aqui do racismo que aconteceu aqui dentro. A TV Câmara grava neste momento e já vai separando essas imagens. Quem fez isso vai pagar. A gente está pedindo com educação. As imagens falam por si, fiquem tranquilos. Eu vou expor aqui na Câmara quem falou essa bobagem", falou Zé Carlos durante a transmissão pela TV Câmara.

Galeria de mídia

  • Vereadora falava sobre a valorização da comunidade negra, quando foi insultada

    Vereadora falava sobre a valorização da comunidade negra, quando foi insultada
    Foto: Câmara de Campinas



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar

Frutos de Indaiá

O Troféu Frutos de Indaiá tem o significado de sucesso e vitória. Uma premiação pelo esforço contínuo e coletivo em direção à excelência.

Confira como foi o Frutos de Indaiá 2021.

COMPARTILHE