09 de Ago de 2022
Central de Relacionamento

Ativistas criam rede de consultoria para ampliar número de mulheres na política

Grupo vai dar curso especializado gratuito para preparar as pré-candidatas para a vitória na eleição do ano que vem

 Publicado em  16/12/2021 às 22h23  Indaiatuba  Política


  Tamires Fakih, presidente da Todaz na Política

Tamires Fakih, presidente da Todaz na Política
Foto: Assessoria/Todaz na Política

Eloy de Oliveira
maisexpressao@maisexpressao.com.br

“Somos 52,3% da população brasileira, mas a nossa representação no Congresso não passa de 15%. Alguma coisa está errada nessa equação e o erro está na ignorância”, afirma a ativista pela educação Tamires Fakih, presidente da Todaz na Política.

Para ela, as mulheres não sabem a força e o potencial que têm e por isso acabam sendo relegadas a segundo plano. O grupo que ela comanda surgiu para mudar essa situação e por meio da educação, com um curso focado para a eleição do ano que vem.

A intenção da Todaz na Política é compor uma representatividade capaz de criar discussões e gerar votos para as candidatas que participarem, de modo que mais mulheres se elejam e comecem a comandar as estruturas de poder e de influência.

O curso

Concebido em quatro eixos principais, o curso vai ser todo online e será constituído de mais de 30 aulas, que serão ministradas durante o período de janeiro a abril de 2022, acrescido de mentorias e experiências práticas de 29 professores contratados.

O primeiro eixo abordará o planejamento, o segundo a estratégia, o terceiro a criação e o último a imprensa. A metodologia foi pensada como fruto de uma criação de comunicação estratégica eficiente para que elas vençam com isso a falta de dinheiro. A presidente da Todaz na Política, Tamires Fakih, afirma que o objetivo é criar candidaturas progressistas de mulheres que ainda não tenham sido eleitas para que elas façam a abertura do espaço para as outras.

Para participar, as interessadas devem se inscrever até 31 de dezembro. As inscrições poderão ser feitas pelo site. Serão escolhidas 27 candidatas, uma de cada Estado e mais DF.

Indaiatuba

Indaiatuba teve apenas nove mulheres eleitas vereadoras ao longo da história, embora o número de candidaturas tenha crescido de 2016 para a eleição de 2020 de 33,3% para 34,7% do total de disputantes.

Para as vereadoras Ana Maria dos Santos (Podemos) e Silene Carvalini (PP), atuais representantes femininas na Câmara, a iniciativa da rede Todaz na Política é oportunidade e necessária.

Elas lamentam que o número de candidatas seja pequeno e que o apoio às candidaturas femininas ainda seja insignificante, mas reforçam que isto precisa mudar pela mudança social.

“O curso deve ajudar a conscientizar mulheres que se prestam a servir de laranja, para cobrir a cota de 30% reservada às candidaturas femininas, a não continuarem a agirem dessa forma”, disse Ana Maria.

Galeria de mídia

  •   Tamires Fakih, presidente da Todaz na Política

    Tamires Fakih, presidente da Todaz na Política
    Foto: Assessoria/Todaz na Política



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar

Frutos de Indaiá

O Troféu Frutos de Indaiá tem o significado de sucesso e vitória. Uma premiação pelo esforço contínuo e coletivo em direção à excelência.

Confira como foi o Frutos de Indaiá 2021.

COMPARTILHE