01 de Abril de 2020
Central de Relacionamento

Suspeito de matar jovem em bar é identificado

Rapaz foi esfaqueado em Campinas no último final de semana

 Publicado em  14/02/2020 às 14h35  Indaiatuba  Polícia


A Polícia Civil já identificou o suspeito de esfaquear Andrew Silva Jaroczinski, 19 anos, morto no último domingo (9), após uma briga em um bar em Campinas. De acordo com o delegado do 1º DP, um dos sócios do bar ajudou na identificação.

Segundo a Polícia, o suspeito da facada em Andrew é irmão de um dos sócios do estabelecimento, e a briga teria começado por conta de uma mancha de ketchup na roupa de um cliente.

Hamilton Caviola Filho, delegado responsável pelo caso, disse à imprensa, nesta quarta-feira (12), que um dos proprietários do bar, em depoimento, apontou o provável autor da agressão. O depoente revelou ainda que o suspeito, além de ser seu irmão, trabalha no estabelecimento.

O delegado reiterou que o depoimento foi esclarecedor. "Ele (o depoente) participou da briga, mas não foi ele que efetivamente esfaqueou, mas ele nos auxiliou a saber quem deu a facada. Já está identificado. Nas imagens, vemos o momento da facada: uma no Andrew, fatal, e duas em outra pessoa", declarou Hamilton.

Ainda não há data prevista para o depoimento do suspeito. O delegado ressaltou também que o jovem não esteve envolvido no fato que desencadeou a briga. "O Andrew não estava nessa mancha de ketchup. A mancha teria sido provocada por um garçom, em um típico acidente de trabalho", esclareceu Hamilton.

O caso

Andrew foi morto na madrugada do último domingo (9), e o sepultamento foi na manhã da terça-feira (11), no cemitério Parque dos Indaiás. Ele estava com amigos em um bar, na Praça Bento Quirino, quando teve início uma briga generalizada. Com a confusão, o rapaz acabou sendo perseguido por um grupo de pessoas até a Rua José Paulino, nas proximidades do bar, quando foi derrubado e agredido, sendo esfaqueado na sequência.

Outros dois jovens, de 20 e 23 anos, tiveram ferimentos leves durante a ocorrência. De acordo com a Secretaria de Saúde de Campinas, eles foram atendidos e liberados no domingo. Já Andrew, apesar de ter sido socorrido e levado ao Hospital Mário Gatti, não resistiu e veio a óbito.

O pai de Andrew, Neilor Jaroczinski, transtornado, afirmou que a morte do jovem “foi um ato de covardia”, já que ele foi perseguido e agredido pelo grupo a uma certa distância do local da briga.

Ainda na noite de segunda-feira (10), um grupo invadiu o bar e quebrou vários objetos, além de subtrair diversas garrafas de bebidas. A fachada do estabelecimento foi pichada com a palavra “assassinos”.

Galeria de mídia

Não há fotos e vídeos disponíveis.



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar
Frutos de Indaiá

Conheça o maior evento de premiação de Indaiatuba.

Frutos de Indaiá