23 de Fevereiro de 2019
Central de Relacionamento

Revisão dos benefícios do INSS resultou em economia de R$ 9,6 bilhões

Segundo o ministério, ao todo, o Instituto Nacional de Seguro Social


08/07/2018 às 13h52

Brasil    Serviços


Agência Brasil

O Ministério do Desenvolvimento Social informou que, desde o início da revisão dos auxílios-doença e das aposentadorias por invalidez, em agosto de 2016, já foram feitas 764 mil perícias, resultando em economia de R$ 9,6 bilhões.

Segundo o ministério, ao todo, o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) revisou 404 mil auxílios-doença e anulou 78% deles, além de 359 mil aposentadorias por invalidez com 108 mil cancelamentos.

Em quatro meses, o governo federal fez mais de 500 mil perícias médicas nos auxílios-doença e nas aposentadorias por invalidez pelo Programa de Revisão de Benefícios por Incapacidade.

Em nota, o ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, disse que aperfeiçoar o processo de concessão e manutenção de benefícios é zelar pelo dinheiro do trabalhador brasileiro que contribui para a Previdência Social.

“Fazer uma adequada gestão dos recursos é garantir que o recurso da Previdência chegue às mãos de quem realmente precisa. Mantém a sustentabilidade do sistema e o bom uso do dinheiro, que, em última análise, é daqueles que contribuem para a Previdência”, afirmou, em nota, Alberto Beltrame.

Segundo o ministério, a agilidade nas revisões dos benefícios do INSS foi possível graças à grande adesão dos médicos peritos ao Programa de Gestão das Atividades Médico Periciais, em que os profissionais são avaliados pelo cumprimento das metas de produtividade e não pelo número de horas trabalhadas.

Para Beltrame, o apoio dos médicos peritos à iniciativa foi essencial para que o INSS conseguisse atender a todos os segurados convocados para o processo de revisão. “O trabalho dos peritos é extremamente relevante, tem dado resultados muito significativos e a adesão de quase 97% da categoria é uma prova disso”, disse o ministro.

Ao todo, o governo federal vai revisar 552 mil auxílios-doença e 1 milhão de aposentadorias por invalidez até o final de 2018 e espera economizar até o fim do ano R$ 15,7 bilhões.



Galeria de mídia

Não há fotos e vídeos disponíveis.



Comentários

*Importante

  • Todo comentário é de responsabilidade exclusiva de seu autor
  • Nenhum comentário expressa ou representa a opnião do nosso portal
  • Não use comentários para incitar ou promover atos difamatórios, preconceituosos, seja de qualquer raça, genêro, oriêntação, religião, deficiência ou de qualquer espécie e natureza
  • O comentário poderá ser excluído a qualquer momento, sem prévio aviso, caso infrinja o regulamento acima.

Frutos de Indaiá

Conheça o maior evento de premiação de Indaiatuba.

Frutos de Indaiá