15 de Ago de 2022
Central de Relacionamento

Pré-candidato ao governo de São Paulo diz que vai enxugar a máquina pública

Felício Ramuth (PSD) entende que o maior desafio para chegar ao cargo é se tornar conhecido

 Publicado em  03/06/2022 às 10h32  Indaiatuba  Política


O pré-candidato Felício Ramuth em entrevista ao programa Gente de Expressão

O pré-candidato Felício Ramuth em entrevista ao programa Gente de Expressão
Foto: Diego Alcon

Lucas Mantovani

lucasmantovani@maisexpressao.com.br

 

Na última sexta-feira (27), o Mais Expressão recebeu a visita do pré-candidato ao governo de São Paulo pelo PSD, Felício Ramuth. Com cerca de 1% das intenções de votos, Ramuth aposta suas fichas no plano de governo que elaborou e nas visitas às cidades, como Indaiatuba, para se tornar mais conhecido da população. Durante sua entrevista ao programa Gente de Expressão, o candidato defendeu investimentos na saúde e na educação e também falou da sua saída do PSDB após 28 anos de partido.

Ex-prefeito de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, Ramuth defende principalmente a bandeira da melhora na gestão pública, tanto que pretende fazer uma reforma administrativa. Caso eleito, o candidato contou que pretende reduzir o número de secretarias, diminuir o número de cargos comissionados e aumentar a eficiência do Estado usando a gestão. “Muito se discute a reforma tributária, mas ela só vai mudar a forma como os pedaços do bolo são divididos. Eu temo que a reforma tributária acabe gerando mais impostos, o que eu sou absolutamente contra”.

Nas áreas da saúde e educação, que ele ser prioridade, Ramuth disse que irá modernizar os processos na Farmácia de Alto Custo, que, segundo o candidato, funciona de forma arcaica. Ele também se comprometeu a pensar em soluções para a ampliação de leitos pediátricos e neonatais da região. Como foi mostrado pelo Mais Expressão em sua última edição, o sistema de saúde vem trabalhando em seu limite de atendimento.

Para a educação, o projeto é zerar as filhas nas creches. “É uma questão de justiça zerar fila de creche, porque de zero a três anos, todos os especialistas já sabem, é o momento do desenvolvimento cognitivo e da sociabilização. Aquelas crianças que têm essa oportunidade vão se tornar melhor preparados para a vida e a gente poder fazer com que todos tenham a mesma linha de largada para a vida”. Zerar a fila das creches, inclusive, são os legados que Ramuth afirmou ter deixado como prefeito em São José dos Campos durante seus dois mandatos, entre 2016 e 2022.

Primeira visita

Antes de Felício Ramuth, o primeiro pré-candidato ao governo do Estado a visitar Indaiatuba foi Tarcísio de Freitas, que tenta a vaga do Republicanos para a disputa. Na oportunidade, ele usou da ligação que tem com o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL), já que foi ministro de Infraestrutura, e se apresentou como candidato dele.

Freitas participou de um encontro promovido pelos Conservadores Paulistas, realizado no Clube 9 de Julho, e afirmou que não vai renovar a concessão da SP-075, caso seja eleito. Para Tarcísio, se ele fizesse uma nova licitação, seria para “jogar mais investimentos para dentro e a tarifa menor.

 

É a eleição mais aberta dos últimos 30 anos, diz Ramuth

A última pesquisa divulgada, sobre a intenções de voto para o governo de São Paulo, apontou Felício Ramuth com apenas 1,2%. Ela foi feita pelo Instituto Paraná Pesquisas e saiu no dia 30. O resultado o coloca distante da briga pelo segundo turno, hoje protagonizada pelos candidatos Fernando Haddad (PT), Tarcísio de Freitas (Republicanos) e Márcio França (PSB).

Ramuth, no entanto, se mantém esperançoso. De acordo com as pesquisas, na projeção espontânea (quando as opções de candidato não são apresentadas ao eleitor), Tarcísio de Freitas é o nome mais citado, com 6,6 dos votos. “Ao meu ver, essa é a eleição mais aberta dos últimos 30 anos para o governo do Estado de São Paulo. O primeiro colocado aparece com 5% dos votos, isso mostra que é uma oportunidade para todos os candidatos”.

Ele também se colocou como um candidato independente, sem ligação com os candidatos à Presidência da República ou à reeleição. “Eu não sou o candidato do Lula, como o Haddad, o pior prefeito da história de São Paulo. Não sou o candidato do Bolsonaro, como o Tarcísio de Freitas, que vai ter que trabalhar com a rejeição dele, além da questão de radicalização, que eu também não concordo. Não sou o candidato do Dória, como o Rodrigo Garcia, portanto o candidato do atual governo, que é mais do mesmo.

Apesar de se colocar contrário à política do atual governo, Ramuth foi filiado ao PSDB por 28 anos, migrando apenas em 2022 para o PSD. Ao ser questionado sobre a sua ligação com o atual governo, Ramuth disse não ter feito parte de nenhuma gestão de forma efetiva. “Com dois anos de mandato, ainda em 2018, eu já dizia que o PSDB estava saindo de mim e não eu do PSDB. O partido não soube se renovar, identificar e valorizar seus talentos aqui no Estado de São Paulo. Eles gostavam muito do nosso jeito de fazer política e do nosso jeito de fazer gestão, desde que ficássemos quietinhos lá em São José dos Campos, sem dar palpite”.

Durante a entrevista ao programa Gente de Expressão, Ramuth também revelou que votou contra Dória nas prévias do PSDB, tendo o diretório de São José dos Campos apoiado o ex-governador Eduardo Leite. “Depois disso, era a hora de sair”, finalizou.

 

Cabo eleitoral de Hamuth, Vinícius Saudino oficializa disputa a federal

O vereador Vinícius Saudino (PSD), de Salto, cabo eleitoral de Felício Hamuth para o governo do Estado na região e que o acompanhou na visita ao Mais Expressão, oficializou a sua pré-candidatura a deputado federal por Salto durante o encontro. “Coloquei meu nome à disposição do partido, porque creio ser possível chegarmos no Congresso e lá defendermos nossa região e o Estado com o mesmo afinco que atuo como vereador. Vamos aguardar a convenção e batalhar por esse objetivo, como sempre fizemos”, destaca.

Vinicius é formado em Direito e está em seu segundo mandato na Câmara. Ele se considera um dos vereadores mais atuantes, tendo encaminhado e aprovado projetos de lei que contribuíram para a melhoria da qualidade de vida dos saltenses. De acordo com o vereador, sua atuação oo coloca como um dos vereadores mais presentes onde o povo precisa e que sempre encaminha as cobranças.

Vinicius completará 30 anos em setembro e espera ter seu nome referenciado pelo partido em dobradinha com o deputado estadual Rogério Nogueira (PSDB), que vai buscar a reeleição. “Temos intensificado os contatos na região e ouvido sugestões para nosso trabalho”, aponta. (LM).

 

 

 

 

Galeria de mídia

  • O pré-candidato Felício Ramuth em entrevista ao programa Gente de Expressão

    O pré-candidato Felício Ramuth em entrevista ao programa Gente de Expressão
    Foto: Diego Alcon

  • O vereador Vinícius Saudino (à esq.), que será pré-candidato a deputado federal, e o pré-candidato Hamuth

    O vereador Vinícius Saudino (à esq.), que será pré-candidato a deputado federal, e o pré-candidato Hamuth
    Foto: Diego Alcon



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar

Frutos de Indaiá

O Troféu Frutos de Indaiá tem o significado de sucesso e vitória. Uma premiação pelo esforço contínuo e coletivo em direção à excelência.

Confira como foi o Frutos de Indaiá 2021.

COMPARTILHE