23 de Março de 2019
Central de Relacionamento

Orquestra Sinfônica executa Vivaldi e Piazzola

Concertos acontecem na sexta-feira, 22, às 20h, e sábado, 23, às 17h.


14/03/2019 às 18h32

São Paulo    Cultura e Diversão

- Foto: Fabiana STig


A Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo (OSM) executa As Quatro Estações, de Antonio Vivaldi, e As Quatro Estações Portenhas, de Astor Piazzola. Os concertos acontecem na sexta-feira, 22, às 20h, e sábado, 23, às 17h. As apresentações têm a direção musical do spalla da OSM e violinista Alejandro Andrés Aldana que também é solista neste concerto.

As Quatro Estações, de Vivaldi, são quatro concertos para violino e orquestra, acompanhados de sonetos sobre cada estação do ano.  “O compositor foi um dos maiores expoentes do barroco, com cerca de 770 obras. ‘As Quatro Estações’ ajudaram a consolidar o estilo ‘música descritiva’, que procura evocar ideias e imagens na mente do ouvinte”, explica Alejandro Andrés Aldana. A obra, composta em 1723, acentua algumas possibilidades de sons com os instrumentos, como a reprodução sonora de passarinhos, do mar.

A peça inspirou o compositor Astor Piazzola a compor os tangos de As Quatro Estações Portenhas quase dois séculos e meio depois. A peça latina, melancólica e ao mesmo tempo vigorosa foi escrita originalmente para violino, guitarra elétrica, piano, baixo e bandoneon.

No entanto, neste concerto, a orquestra irá executar as duas obras a partir da adaptação feita pelo compositor russo Leonid Desyatnikov, entre 1996 e 1998, para violino e orquestra de cordas. Nesta adaptação, Desyatnikov incorpora trechos de cada estação de Vivaldi às estações portenhas de Piazzola, tornando mais clara essas referências. 

 

Serviço:

Sexta-feira, 22, às 20h
Sábado, 23, às 17h

As Quatro Estações

Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo

Alejandro Andrés Aldana – violino, solista e direção musical

Theatro Municipal de São Paulo - Sala de Espetáculos

 

Programa:

Antonio Vivaldi: As Quatro Estações

Astor Piazzolla: As Quatro Estações Portenhas

 

Duração aproximada: 90 minutos com 1 intervalo

Indicação etária: livre (com recomendação para maiores de 7  anos)

Ingressos: R$ 40,00 / R$ 30,00 / R$ 12,00 pelo site eventim.com.br ou na bilheteria do Theatro Municipal

Horário da Bilheteria do Theatro Municipal: De segunda a sexta-feira, das 10h às 19h, e sábados e domingos, das 10h às 17h.

Mais informações:

Alejandro Andrés Aldana

Alejandro Aldana estudou no Instituto Universitário Patagónico de Artes, na Argentina, e na Universidade de Música e Artes Visuais de Frankfurt am Main, na Alemanha. É spalla da Orquestra Sinfônica Municipal desde a temporada 2018, ingressou na OSM como “Solista A”, chefe de naipe dos primeiros violinos, em 2015. De 2011 a 2015, foi spalla da Orquestra Sinfônica Brasileira, no Rio de Janeiro. Na Alemanha, trabalhou na Orquestra da Ópera de Stuttgart e foi spalla convidado da Ópera de Frankfurt e da Museumsorchester. Já se apresentou com a Orquestra Sinfônica Municipal, a Orquestra Sinfônica Brasileira, a USP Filarmônica de Ribeirão Preto, a Orquestra Sinfônica de Mar del Plata, a Orquestra Sinfônica de Rosario, e a Orquestra Filarmônica de Rio Negro e, em 2018, se apresentou na Grande Sala do Teatro Colón. Foi vencedor das competições El sonido y el Tiempo, em Buenos Aires e o Concorso F. Zadra, na Itália. Foi membro dos festivais de Verbier, Lucerne, Schleswig Holstein e Orquestra das Américas.

Orquestra Sinfônica Municipal

A história da Sinfônica Municipal se confunde com a da música orquestral em São Paulo, com participações memoráveis em eventos como a primeira Temporada Lírica Autônoma de São Paulo, com a soprano Bidú Sayão; a inauguração do Estádio do Pacaembu, em 1940; a reabertura do Theatro Municipal, em 1955, com a estreia da ópera Pedro Malazarte, regida pelo compositor Camargo Guarnieri; e a apresentação nos Jogos Pan-Americanos de 1963, em São Paulo. Estiveram à frente da Orquestra os maestros Arturo de Angelis, Zacharias Autuori, Edoardo Guarnieri, Lion Kaniefsky, Souza Lima, Eleazar de Carvalho, Armando Belardi e John Neschling. Roberto Minczuk é o atual regente titular da Orquestra Sinfônica Municipal (OSM).



Galeria de mídia

Não há fotos e vídeos disponíveis.



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar
Frutos de Indaiá

Conheça o maior evento de premiação de Indaiatuba.

Frutos de Indaiá