23 de Fevereiro de 2019
Central de Relacionamento

Indaiatuba está entre as 50 cidades mais desenvolvidas do país

O Índice Firjan utilizou dados sobre emprego e renda, saúde e educação


06/07/2018 às 08h48

Indaiatuba    Cidades

No ranking nacional, Indaiatuba está na 33ª posição, enquanto na lista estadual o município encontra-se na 23ª colocação

No ranking nacional, Indaiatuba está na 33ª posição, enquanto na lista estadual o município encontra-se na 23ª colocação - Foto: Eliandro Figueira


O Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) divulgou no dia 28 de junho, o ranking das 100 cidades mais desenvolvidas no país, com base em dados de 2016, e que acompanha anualmente o desenvolvimento socioeconômico de todos os mais de 5 mil municípios brasileiros em três áreas de atuação: Emprego e Renda, Educação e Saúde. O estudo é feito, exclusivamente, com base em estatísticas públicas oficiais, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde.
No ranking nacional, Indaiatuba está na 33ª posição, enquanto na lista estadual o município encontra-se na 23ª colocação.
Para se chegar a média, é feita uma avaliação de 0 a 1, sendo que quanto mais perto de 1, maior o desenvolvimento. Há também a divisão em quatro categorias: baixo (0 a 0,4); regular (0.4001 a 0,6); moderado (0.6001 a 0,8) e alto desenvolvimento (0.8001 a 1).
Com base em dados de 2016, a cidade ficou com IFDM consolidado de 0.8632, média 1% maior que em 2015, quando alcançou a nota 0.8573. Na Educação, a cidade tinha a média 0.9957, em 2015, e obteve no último estudo 0.9958.  Na saúde, o saldo foi negativo. Enquanto 2015, o Município conquistou a média 0.9348, em 2016 caiu para 0.9318. Já na Renda e Emprego ficou com média 0.6618, em 2016, número acima dos 0.6415 de 2015.
Porém, quando comparado com a melhor cidade do País, Louveira, Indaiatuba se supera no quesito Educação quando a cidade atingiu a média de 0,9958 contra a média de 0,9906 e Louveira. No IFDM Consolidado, Louveira ficou com a média 0.9006.

RMC
Na Região Metropolitana de Campinas (RMC) apenas 7 cidades, das 20, aparecem na lista. São elas: Itatiba que se destaca entre as 10 cidades mais desenvolvidas e conquistou a 9ª colocação; Jaguariúna (13º); Paulínia (17º); Vinhedo (20º); Nova Odessa (35º); Holambra (43º); e Campinas (80º).

Disparidades Regionais
O IFDM 2018 confirma uma realidade que outros estudos sobre o tema já vinham revelando ao longo dos últimos anos: o país contínua desigual e com enormes disparidades regionais.
Enquanto o Sul é a região mais desenvolvida do país, tendo 98,8% de cidades com desenvolvimento alto ou moderado, perfil semelhante ao apresentado pelo Sudeste e Centro-Oeste, as regiões Norte e Nordeste têm, respectivamente, 60,2% e 50,1% dos seus municípios com desenvolvimento regular e baixo.
O estudo trouxe destaques positivos, como a melhoria da região Centro-Oeste, que alcançou o padrão Sul-Sudeste, com 92,4% dos municípios com desenvolvimento moderado ou alto e nenhum município com baixo desenvolvimento.



Galeria de mídia

Não há fotos e vídeos disponíveis.



Comentários

*Importante

  • Todo comentário é de responsabilidade exclusiva de seu autor
  • Nenhum comentário expressa ou representa a opnião do nosso portal
  • Não use comentários para incitar ou promover atos difamatórios, preconceituosos, seja de qualquer raça, genêro, oriêntação, religião, deficiência ou de qualquer espécie e natureza
  • O comentário poderá ser excluído a qualquer momento, sem prévio aviso, caso infrinja o regulamento acima.

Frutos de Indaiá

Conheça o maior evento de premiação de Indaiatuba.

Frutos de Indaiá