27 de Maio de 2019
Central de Relacionamento

Empresários de Campinas estão otimistas para demandas de fim de ano

Tradicionais confraternizações em restaurantes, o aumento da venda de bebidas e serviços como aluguel de espaços e contratação de buffet animam o setor


06/12/2018 às 13h13

Brasil    Economia


    Com ou sem crise, o brasileiro não abre mão de confraternizar. Como de costume, o fim de ano puxa um aquecimento do comércio e da prestação de serviços em todo o Brasil. Em Campinas, empresários estão otimistas por bons lucros em vários setores.

            O comércio de bebidas e alimentos aposta bastante nesta época do ano. O setor de vinhos e espumantes deve ter ótimos faturamentos. A expectativa é continuar no bom desempenho que o setor vitivinícola representou em 2017, em que teve aumento de 5,67% nas vendas do mercado interno, segundo o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin).

            Um dos sócios franqueados da importadora Grand Cru, que tem lojas em Piracicaba, Sorocaba e Campinas, espera um aumento de 40% nas vendas de vinhos e acessórios. Inclusive, investiu em mais uma unidade da franquia no Shopping Parque D. Pedro para aproveitar também a demanda de fim de ano. "O cenário é bem positivo em função da realidade econômica e política. Estamos prevendo o incremento no faturamento devido à venda de vinhos como brindes para empresas, presentes e, claro, para consumo nas confraternizações.  A aposta da vez são os vinhos rosé, que tomaram o lugar do vinho branco e hoje são o segundo na preferência do nosso consumidor, atrás apenas do tinto que é o clássico", explica o empresário André Dian.

            A época também é um prato cheio para quem trabalha com buffet e serviços. Quem não corre, perde vaga na disputada agenda dos profissionais especializados. Na empresa Cláudia Porteiro, o quadro de funcionários extras cresce cerca de 10%. "Entre os meses de novembro e dezembro registramos 30% de aumento no número de eventos, em especial os corporativos. É a temporada mais lucrativa", ressalta Juliana Pinheiro, gestora organizacional da empresa.

            A demanda por locais para a realização das festas também fica em alta e, em Campinas, os empresários correspondem às expectativas do mercado. Muitos consideram os mini eventos uma ótima opção e acreditam no aumento de 30% de procura nesta época. Os sócios na Casa Marrie & Co, no bairro Chácara da Barra, montaram um espaço multifuncional com capacidade para 40 pessoas, e que pode ser customizado a cada ocasião. "As mini confraternizações permitem proximidade e integração dos participantes sem influência externa, na medida certa", conta o sócio e chefe de cozinha Giancarlo Maggioni.   

Restaurantes

            E se a ideia é pegar tudo pronto, os restaurantes entram em cena e projetam crescimento considerável para o período. O empresário Pedro de Oliveira, do restaurante Fogão Mineiro, em Sousas, já contratou temporários para os fins de semana e acredita que o público deve aumentar até 30%.

            Já Matheus Mason, do Benedito Restaurante, no Cambuí, optou por aumentar um período de funcionamento da casa incluindo o jantar nas quartas-feiras para atender a boa procura e espera bons frutos.



Galeria de mídia

Não há fotos e vídeos disponíveis.



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar
Frutos de Indaiá

Conheça o maior evento de premiação de Indaiatuba.

Frutos de Indaiá