27 de Novembro de 2020
Central de Relacionamento

Cirurgia oncológica inédita é realizada em Indaiatuba

Procedimento durou mais de 10 horas e contou com equipe multidisciplinar do Hospital, paciente já teve alta

 Publicado em  23/10/2020 às 14h36  Indaiatuba  Saúde, beleza e bem estar


Cirurgia oncológica inédita e que durou mais de 10 horas

Cirurgia oncológica inédita e que durou mais de 10 horas
Foto: Divulgação

Da redação 

Uma cirurgia oncológica inédita e que durou mais de 10 horas foi realizada no Hospital Santa Ignês, em Indaiatuba, para tratar um câncer no peritônio.

O procedimento compreendeu na remoção de tumores no abdômen que estavam no intestino, fígado, vesícula, útero e ovários além da lavagem intra-abdominal com doses de quimioterapia em solução aquecida (HIPEC). A intervenção contou com a participação da equipe de cirurgia oncológica e demais equipes do Hospital.

A paciente recebeu alta hospitalar sete dias depois da cirurgia e segundo a equipe médica oncológica, tem “boa chance de cura desse tipo de câncer que é incomum e complexo”.

De acordo com o cirurgião oncológico do Hospital Santa Ignês, Dr. Pedro Ricardo de Oliveira Fernandes, as condições e preparações clínicas, aliadas à determinação da paciente (jovem e sem comorbidades significantes), somado ao empenho das equipes e profissionais multidisciplinares do Hospital foram fatores determinantes para o sucesso da cirurgia.

“O procedimento anestésico amparado por equipamentos modernos de controles cardiovasculares e térmicos além de experientes profissionais que aturam de forma admirável, exaustiva e ininterrupta, contribuíram também para o sucesso da cirurgia”, destacou Dr. Pedro. Segundo ele, cabe ressaltar também o empenho da equipe do Centro Cirúrgico e das coordenadoras de enfermagem do Hospital.

Cirurgia Oncológica

Há mais de uma década, desde que o Dr. Pedro retornou da sua especialização no Hospital de Câncer de Barretos, a sua equipe de cirurgia oncológica realiza cirurgias multiviscerais de alta complexidade especial como a que foi realizada no Hospital Santa Ignês. A peritonectomia ampliada é a remoção cirúrgica da membrana peritoneal que reveste os órgãos intra-abdominais, junto a segmentos de órgãos, nas porções infiltradas por tumores, para a eliminação de incontáveis implantes tumorais disseminados na superfície de órgãos e demais estruturas intra-abdominais com a limpeza oncológica-cirúrgica.

O cirurgião oncológico salientou que é um procedimento de elevada morbimortalidade e de restrita indicação.

“É aconselhado, normalmente, apenas para os casos em pacientes não idosos, com boa performance física e clínica, sem comorbidades importantes, com pouca a moderada disseminação peritoneal exclusiva, sem metástase dentro dos órgãos, tumores de baixo grau de malignidade”, disse.

Galeria de mídia

  • Cirurgia oncológica inédita e que durou mais de 10 horas

    Cirurgia oncológica inédita e que durou mais de 10 horas
    Foto: Divulgação



Comentários

*Leia o regulamento antes de comentar

Frutos de Indaiá

O Troféu Frutos de Indaiá tem o significado de sucesso e vitória. Uma premiação pelo esforço contínuo e coletivo em direção à excelência.

13 MAR 2021, Clube 9 - Indaiatuba

COMPARTILHE